Disponibilidade das empresas alemãs para contratar caiu marginalmente em Agosto, diz Ifo

O Barómetro do Emprego do Ifo permanece estável. Caiu para 101,0 pontos em Agosto, contra 101,1 pontos em Julho. No entanto, dizem os economistas do instituto alemão, as empresas na Alemanha ainda estão a planear aumentar o número de empregados, apesar de muitas incertezas.

A disponibilidade das empresas alemãs para contratar diminuiu marginalmente em Agosto.

O Barómetro do Emprego do Ifo caiu para 101,0 pontos em Agosto, contra 101,1 pontos em Julho. No entanto, dizem os economistas do instituto alemão, as empresas na Alemanha ainda estão a planear aumentar o número de empregados, apesar de muitas incertezas.

Ao mesmo tempo, porém, a escassez de trabalhadores qualificados está a dificultar o preenchimento de muitas vagas.

Na indústria, o Barómetro do Emprego caiu pelo terceiro mês consecutivo. A vontade de contratar é agora apenas ligeiramente positiva.

No entanto, enquanto a indústria de TI está constantemente à procura de novos empregados, a indústria hoteleira gostaria de manter o número de empregados inalterado por agora.

No sector dos serviços, o indicador recuperou um pouco do declínio acentuado em Julho.

No comércio, a diminuição do número de clientes e o aumento dos custos estão a ser lentamente reflectidos no planeamento da dimensão do quadro de pessoal. Uma primeira ronda de despedimentos está a chegar, refere o Ifo.

Na construção, há alguns relatos isolados de que novas contratações estão a ser feitas, conclui o Barómetro.

 

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Uma maioria absoluta a pôr-se a jeito. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Ucrânia. Presidente checo apoia entrada na NATO e ajuda militar “quase sem limites”

Petr Pavel disse que a ajuda militar à Ucrânia deve acontecer “quase sem limites”, mas tem dúvidas de que os caças F-16 possam chegar a tempo de ajudarem a defender o território ucraniano.
Comentários