O que dizem os jornais, esta quarta-feira?

Conheça aqui os principais títulos do dia.

Hoje, 21 de dezembro, na capa do Diário de Notícias: “Portugueses estão a trocar centros comerciais por sites e lojas de rua”. O jornal diz ainda que “Extrema-direita usa atentado para atacar políticas de Merkel”.

O Público faz manchete com a notícia de que: “Cedência no salário mínimo concertada à esquerda”. Na mesma edição, destaque para: “Dois mil casos de maus tratos denunciados pelas escolas”.

O Jornal de Negócios escreve: “Esquerda protege Domingues e Centeno no inquérito à Caixa”; “Corte na TSU paga pelo menos 15% do aumento”; “Câmara de Lisboa quer oito milhões para concessionar publicidade”.
recorde”.

No Correio da Manhã: “Polícia incapaz de caçar terrorista”; “Milhões gastos em remédios sem controlo”; “Drone leva marmita a idoso”.

O Jornal de Notícias revela: “Negócio de promessas à revelia de Fátima”. O diário escreve também sobre ambiente: “Autarquias vão receber dez milhões do Governo para comprar carros elétricos”.

O jornal I dá hoje enfoque a “Juventude do CDS quer educação para a abstinência sexual nas escolas”. O matutino faz também capa com “Hospitais com reforço de 97,8 milhões de euros em 2017”.

Hoje nas bancas, a revista Sábado destaca as “Mulheres que já fazem de padres”. A newsmagazine tem também um anuário de 2016, “o ano das histórias improváveis”

Recomendadas

Media Capital. Sai Nuno Santana e entra Miguel Osório Araújo

Nuno Santana mantém-se acionista minoritário do grupo. Miguel Osório regressa assim ao Grupo Media Capital, onde já desempenhou funções de administrador.

SNS: Um ministro e um CEO entram numa sala de operações. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Impresa passa a designar dois vice-presidentes. Horta Osório é um deles

A reunião magna extraordinária, convocada pelo conselho de administração, tinha dois pontos na ordem de trabalhos, entre os quais a alteração do artigo que permite que Horta Osório passe a ter o cargo de vice-presidente da dona da SIC.
Comentários