Domingues sai mas vai entregar declaração de rendimentos ao Constitucional

O ainda presidente da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues, vai entregar hoje a declaração de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional, apesar de estar de saída do banco.

Cristina Bernardo

O presidente demissionário da Caixa Geral de Depósitos entrega hoje à mesma a declaração de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional, avança a SIC. Os advogados de António Domingues entregam em simultâneo uma contestação à exigência da entrega da declaração.

António Domingues anunciou ontem a demissão de presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos. O anúncio foi feito pelo Ministério das Finanças, e esta manhã, o banco público comunicou ao regulador que outros seis administradores também se demitiram.

A SIC afirma que, “há duas semanas, António Domingues já tinha avisado o Governo que queria renunciar, por entender que o dossier Caixa estava já demasiado politizado e que qualquer decisão que tomasse seria usada como arma entre os partidos. Considerou que estava sem condições para assegurar a estabilidade do banco e por isso terá pedido para abandonar o cargo”.

De acordo com o canal televisivo, “Domingues estava disposto a entregar a declaração, mas decidiu ser solidário com os administradores que não o queriam fazer e que terão recebido a promessa do Governo de que não teriam que as entregar. Mas o Parlamento aprovou sexta-feira uma lei que obriga os gestores a apresentarem essas declarações, Domingues e mais seis administradores abandonam os cargos”.

O canal de notícias adianta ainda que “o novo nome para a presidência da CGD vai ser apresentado esta semana ao mecanismo europeu de supervisão”, e que a comissão europeia já ” tomou conhecimento da renúncia e aguarda que as autoridades portuguesas apresentem uma nova equipa de administradores”.

Relacionadas

Costa diz que nome do novo presidente da Caixa será conhecido esta semana

“É essencial é que a Caixa tenha, rapidamente, uma decisão e esta semana vamos apresentar aos mecanismos europeus outro nome”, afirmou o primeiro-ministro.

Demissão na CGD: Mais seis administradores acompanham Domingues

Em comunicado enviado à CMVM, seis administradores da equipa de Domingues comunicaram a sua saída. Dos 11, só sobram quatro.

Quem é António Domingues?

Tem uma vasta experiência no setor bancário e, entre os amigos, há quem diga que lida bem com a polémica. Gosta de vela, filosofia e música clássica.
Recomendadas

Lagarde pede aos bancos para criarem “adequadas” provisões

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, pediu hoje aos bancos da zona do euro para criarem “provisões adequadas” e planearem a utilização dos seus capitais com “prudência” por causa da crise.

Revolut nomeia Elisabet Girvent para responsável de vendas em Espanha e Portugal

O seu objetivo passa por continuar a expandir os serviços da Revolut Business na região. A Revolut Business é o serviço bancário empresarial da Revolut. Esta solução encontra-se em funcionamento desde 2017 e foi concebida para atender às necessidades de start-ups, PME familiares e grandes empresas tecnológicas.

Noção de mercados emergentes na banca está morta, diz Mckinsey. Ásia concentra crescimento

Os bancos na Ásia-Pacífico podem ganhar com uma perspectiva macroeconómica mais forte, enquanto que os bancos europeus enfrentam uma perspectiva mais sombria. “No caso de uma longa recessão, estimamos que a rendibilidade dos bancos a nível mundial possa cair para 7% até 2026 e para baixo dos 6% nos bancos europeus”, diz a Mckinsey.
Comentários