Economistas brasileiros esperam menor crescimento e abrandamento da inflação em 2017

As previsões para a economia do Brasil foram revistos em baixa pela ‘poll’ de especialistas ouvidos pelo banco central.

O PIB do Brasil foi cortado pela décima semana consecutiva por economistas brasileiros, que esperam também um abrandamento da inflação, embora insuficiente para cumprir a meta do Governo.

Os especialistas consultados pelo banco central do Brasil estimam um aumento do PIB em 0,5% para 2017. Uma forte diminuição face ao crescimento de 1,36% estimado há apenas três meses.

As expetativas quanto à inflação abrandaram para 4,85%. Já o Governo espera uma subida dos preços na ordem dos 4,5%.

Na mensagem de Natal dirigida à população brasileira, o presidente Michel Temer insistiu que seu Governo está a tomar as medidas necessárias a que o país retome o crescimento e garantiu que o Brasil está no caminho certo.

Na mensagem natalícia, o presidente destacou ainda a recente aprovação no Congresso de uma reforma constitucional que bloqueia os gastos públicos, bem como os projetos para flexibilizar as leis laborais do país.

“Tenho trabalhado dia e noite para fazer as reformas necessárias para que o país saia desta crise e volte a crescer”, afirmou Michel Temer. O presidente fez ainda referência ao aumento no orçamento da saúde, área para a qual assegura que não irá poupar recursos, nos próximos tempos.

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.
Comentários