EDP celebra com a Sakthi o maior contrato comercial de sempre em Portugal

A energia a fornecer através deste contrato será garantida por energia renovável produzida na Península Ibérica.

A EDP acaba de celebrar com a Sakthi um contrato de fornecimento de energia elétrica de longo prazo (18 anos). Este é o maior de sempre assinado em Portugal pelo grupo, informa o comunicado enviado às redações, esta segunda feira.

Este regime de contratação, em PPA- power purchase agreement, assegura uma maior estabilidade e também uma significativa redução de preço, traduzindo-se em poupanças de cerca de 20% nos custos com eletricidade face aos contratos de curto prazo, informa a nota.

A energia a fornecer através deste contrato será garantida por energia renovável produzida na Península Ibérica.

“Este contrato representa uma mudança de paradigma para a EDP, enquadrando-se na estratégia de construção de parcerias sólidas e duradouras, com uma clara aposta na eficiência energética – área em que o grupo tem feito significativos investimentos em articulação com os seus clientes”, afirma Vera Pinto Pereira, administradora da EDP. ”Por outro lado, este novo paradigma permitirá impulsionar a produção renovável, estando, por isso, totalmente alinhado com os compromissos de sustentabilidade assumidos pelo grupo”, concluiu.

Este contrato de longo prazo permite agora à empresa detida por capitais indianos, o fornecimento de uma parte muito significativa do seu consumo, assegurando estabilidade e um preço significativamente inferior ao que obteria com a normal contratação por um ou dois anos.

A parceria da Sakthi com a EDP teve início em 2009, com o EDParranque de um plano de eficiência que já permitiu à empresa reduzir o consumo de energia produzida, através da instalação de iluminação eficiente, a montagem de infraestruturas técnicas de energia ou a construção de uma subestação para fornecer diretamente uma das suas fábricas.

Relacionadas

EDP Renováveis assegurou contrato de 20 anos para a venda de energia éolica na Grécia

A EDP Renováveis assegurou um CfD de longo prazo para 15 MW eólicos no leilão Grego de energia, anunciou a empresa. O projecto deverá entrar em operação até 2021.

EDP co-financia cátedra em biodiversidade

Esta Cátedra vai ser financiada num valor de 160 mil euros por ano, dos quais 75% são assegurados pela EDP, que mantém, assim, uma ferramenta importante na relação da empresa com o sistema académico e científico.
Recomendadas

Empresas reafirmam investimento contra riscos cibernéticos

A cibersegurança é uma prioridade para as empresas. O reforço do investimento na proteção de contra ataques mantém-se apesar da conjuntura atual marcada pela subida dos custos. 

Equinix cria fundo solidário de 50 milhões para promover a inclusão digital

A empresa de tecnologia norte-americana criou uma nova estrutura de apoio educativo. O conselho de administração da fundação irá, todos os anos, determinar o montante de doações da fundação, de modo a cobrir a concessão de contribuições ou a correspondência com as ofertas dos colaboradores.

Tecnológica portuguesa Innowave compra Cycloid

Desde 2018 que o grupo tem uma forte estratégia de M&A. “Esta aquisição é mais um passo na nossa estratégia de crescimento, materializada também na criação de centros de competência em Portugal, como é o caso de Lisboa, Porto, Coimbra, Faro e Beja”, afirmou o CEO da Innowave, Tiago Gonçalves.
Comentários