EMEL abre oito novas estações GIRA em Alcântara, Carnide, Benfica e São Domingos de Benfica

A partir de sexta-feira, 30 de setembro, a rede pública de bicicletas partilhadas de Lisboa passa, assim, a disponibilizar 138 estações GIRA em operação, que representam mais de 2.680 docas para bicicletas. 

Lisboa vai ter oito novas estações GIRA instaladas nas freguesias de Alcântara, Carnide, Benfica e São Domingos de Benfica, como parte do plano de expansão do sistema público de bicicletas partilhadas da cidade, reforçando o papel da GIRA como meio de mobilidade alternativo ao automóvel, anunciou a EMEL em comunicado.

A partir de sexta-feira, 30 de setembro, a rede pública de bicicletas partilhadas de Lisboa passa, assim, a disponibilizar 138 estações GIRA em operação, que representam mais de 2680 docas para bicicletas.

As oito novas estações, que se traduzem em 189 novas docas para bicicletas GIRA, encontram-se nos seguintes pontos:

Estação nº 237 – Avenida da Índia/Praça das Indústrias (Alcântara)
Estação nº 238 – Rua de Cascais (Alcântara)
Estação nº 520 – Lispolis/Rua Cupertino Miranda (Carnide)
Estação nº 507 – Rua José dos Santos Pereira/Conde de Almoster (Benfica)
Estação nº 508 – Estação de comboios de Benfica (Benfica)
Estação nº 509 – Centro Comercial Fonte Nova (Benfica)
Estação nº 436 – IPO/Rua Professor Lima Basto (São Domingos de Benfica)
Estação nº 438 – Interface de Sete Rios (São Domingos de Benfica)

“A rede pública de bicicletas partilhadas de Lisboa conta uma frota de 1600 bicicletas, a grande maioria elétricas. As GIRA já ultrapassaram 6,5 milhões de viagens na cidade de Lisboa e pedalaram mais de 18 milhões de quilómetros”, refere a nota.

Recomendadas

Sindicato diz que contraproposta de aumentos salariais da Altice fica aquém do pretendido

A proposta da Altice consiste num aumento de 2% para valores base abaixo de 1.300 euros, garantindo um vencimento mínimo de 800 euros e de 1% para valores base entre os 1.300 euros e os 2.300 euros.

Anchorage Digital renova escritório do Porto porque “equipa em Portugal tem crescido muito”

A tecnológica liderada por Diogo Mónica, que está a comemorar cinco anos no negócio dos criptoativos, vai reabrir as portas do espaço que tem na cidade Invicta na próxima semana.

H&M diz ser cedo para saber se despedimentos afetam Portugal

“É muito cedo para dizer como e se afetará as funções centrais em Portugal”, disse fonte do grupo sueco, em resposta escrita à Lusa.
Comentários