“Escondeu factos sobre o acordo. Assumirá a responsabilidade?”. May acusada no Parlamento britânico

“A primeira-ministra tem estado a enganar esta Câmara, inadvertidamente ou não”, concluiu o deputado escocês Ian Blackford em Parlamento.

O Partido Nacional Escocês (SNP na sigla original) acusou, esta quarta feira, a primeira-ministra britânica de ter “escondido os factos” sobre o Brexit ao tentar evitar a publicação na íntegra do parecer jurídico do procurador-geral sobre o acordo proposto para a saída da União Europeia (UE), noticiou a ”Sky News”.

“A primeira-ministra escondeu os factos sobre o seu acordo do Brexit aos deputados. Assumirá a responsabilidade por isso?”, questionou o deputado escocês Ian Blackford no Parlamento. ”Foi-nos prometida estabilidade política, e ao invés disso temos um Governo em crise”, rematou.

A acusação foi feita durante um debate semanal na Câmara dos Comuns, logo depois de ter sido publicado o documento em causa. Tal só aconteceu depois de o Parlamento ter votado uma moção inédita em que o Governo foi acusado de “desrespeito” perante a Câmara, algo que nunca tinha antes acontecido na História do Reino Unido.

“A primeira-ministra tem estado a enganar esta Câmara, inadvertidamente ou não”, concluiu o deputado. O comentário levou inclusivamente o presidente da Câmara, John Bercow, a pedir-lhe para clarificar se estava a acusar o Executivo de enganar deliberadamente o Parlamento, o que consistiria numa acusação grave. “Usei a palavra ‘inadvertidamente’ e repito-a. Talvez seja o caso”, respondeu Blackford.

Relacionadas

“Desrespeito ao parlamento”. A inédita moção aprovada na Câmara dos Comuns britânica

Aprovação desta moção tem pouco impacto direto sobre o debate do ‘Brexit’, mas reflete a tensão crescente entre o executivo e o parlamento quanto aos próximos passos para a saída britânica do bloco comunitário.

JP Morgan vê 40% de hipóteses de o Reino Unido ficar na União Europeia

“O Reino Unido parece agora ter a opção de revogar unilateralmente e de escolher o que acontecerá depois”, escreveu Malcolm Barr, economista do banco norte-americano.

Parlamento britânico começa debate de cinco dias sobre o Brexit

A Câmara dos Comuns debaterá o acordo durante oito horas por dia O acordo vai a votação no próximo dia 11 de dezembro. Theresa May tem apresentado este voto como uma escolha entre o acordo que foi possível negociar com Bruxelas após quase dois anos e que permite uma saída ordeira e um período de transição, ou arriscar criar “mais discórdia e incerteza” no Reino Unido.
Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários