Premium“Estou disponível, mas há propostas do PS em que não me revejo”

O ex-presidente da Câmara do Funchal Miguel Gouveia mantém-se como vereador e considera que a ação do executivo municipal tem sido muito propaganda. Agora militante no PS, diz-se disponível para um projeto alternativo de governo para a região, mas com condições.

O ex-presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Gouveia, que lidera a oposição na autarquia, como vereador, depois de ter sido derrotado nas autárquicas de setembro de 2021, diz que o Funchal “ainda vive” tempos de Confiança, fazendo alusão à governação camarária da Coligação Confiança.

Depois de ter estado integrado no executivo camarário do Funchal como independente, Miguel Gouveia filiou-se no PS Madeira, em julho deste ano, e acrescenta que está disponível para ajudar o PS a criar um projeto alternativo de governo para a região. Miguel Gouveia refere também que recebeu convites de outras forças partidárias, que não revelou, para ser cabeça de lista para as eleições regionais de 2023.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 2 de setembro.

Recomendadas

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

PremiumPaíses ocidentais com fortes reservas face à coligação em Israel

A colocação de um extremista, racista e adepto da violência na direção do ministério que trata da segurança interna do país é considerado um desastre em potencial. A não ser que Netanyahu queira fazer com Itamar Ben-Gvir o mesmo que fez há uns anos com Ben Gantz.

Premium“Portugal é um país onde ainda compensa ser-se corrupto”

Quem o diz é o presidente da Transparência Internacional Portugal, Nuno Cunha Rolo. Já a deputada socialista Alexandra Leitão lamenta que se coloquem os políticos todos no mesmo saco.
Comentários