Estudo indica que 63% das compras de Natal serão feitas online

Além dos 63% que vão fazer compras online a Microsoft “o preço está no topo da lista [das principais preocupações] para 69% das pessoas

Um inquérito da Microsoft, realizado pelo YouGov, concluiu que este ano 63% das compras de Natal serão feitas online. Além dos consumidores que vão fazer compras online a Microsoft deu nota, em comunicado, de que “o preço está no topo da lista [das principais preocupações] para 69% das pessoas e a disponibilidade é fator decisivo para 53%”.

“O facto de os consumidores estarem preocupados em receber as compras atempadamente leva a que 54% das pessoas tenham assumido que questões com cadeias de abastecimento e distribuição são importantes de ter em conta”, destaca a Microsoft.

Por outro lado, a tecnológica indica que “menos de metade dos inquiridos (48%) considera a segurança e a proteção dos seus dados pessoais como prioridade quando faz compras online. 61% dos consumidores revela ter sido vítima de compras fraudulentas”.

Como fazer compras em segurança?

Tendo em conta que a maioria parece escolher a via online para as compras de Natal é importante saber como fazê-lo em segurança.

Assim, a Microsoft sugere que “desconfie das ofertas que parecem demasiado boas para serem verdade”. “Um em cada quatro consumidores admitiram já ter comprado um item que não correspondeu à descrição feita online”, frisa a empresa.

Desconfiar é relevante tal como ter uma password forte. “As passwords fracas são a porta de entrada para a maioria dos ataques, registando-se em média 579 ataques a cada segundo. Sempre que possível, remova completamente a sua password e escolha uma alternativa mais segura de autenticação”, recomenda a Microsoft.

Outra forma de fazer compras em segurança remete para a Autenticação Multifator. “Se alguém tentar entrar na sua conta, a Autenticação Multifactor notifica-o com uma mensagem, e-mail ou outro método escolhido, impedindo a tentativa de acesso”, diz a empresa.

A Microsoft aconselha ainda a utilizar “ferramentas gratuitas e de confiança”.

Relacionadas

Portugueses preferem comprar presentes de Natal online por ser mais barato e rápido

O Observador Cetelem refere que em 2021 cresceu a intenção de fazer compras online em 17% face aos 10% registados em 2020.

Presentes de Natal com um valor especial

A época mais mágica do ano está a chegar e com ela a procura do presente ideal. O que é um bom presente de Natal? É aquele que diz algo sobre quem o fez; É aquele que diz algo sobre quem o ofereceu; É aquele que dá mais do que tira.
Recomendadas

OE2022. Pagamentos em atraso sobem para 778,1 milhões até agosto

Os pagamentos em atraso das entidades públicas atingiram os 778,1 milhões de euros em agosto, um aumento em 157,6 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

OE2022. Receita fiscal do Estado aumenta 22,8% até agosto para 33,5 mil milhões

A receita fiscal do Estado aumentou 22,8% até agosto face ao mesmo período do ano passado, totalizando 33.511,5 milhões de euros, segundo a Síntese da Execução Orçamental divulgada esta segunda-feira.

OE2022. Resposta à Covid-19 custou ao Estado 2.835,2 milhões até agosto

A resposta à covid-19 custou 2.835,2 milhões de euros até agosto, devido à perda de receita em 464,5 milhões de euros e ao aumento da despesa em 2.370,7 milhões, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).
Comentários