EUA anunciam compra de 66,8 milhões de euros de trigo ucraniano para doar a países pobres (com áudio)

Em comunicado, a administradora da USAID explicou que as 150 mil toneladas de trigo, que correspondem a 68 milhões de dólares (66,8 milhões de euros), serão compradas e enviadas para países que sofrem de “fome severa e subnutrição” no Corno de África, uma área afetada por uma seca histórica.

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) anunciou a compra de trigo ucraniano no valor dezenas de milhões de dólares, para o programa da ONU de combate à fome nos países pobres.

Em comunicado, a administradora da USAID explicou que as 150 mil toneladas de trigo, que correspondem a 68 milhões de dólares (66,8 milhões de euros), serão compradas e enviadas para países que sofrem de “fome severa e subnutrição” no Corno de África, uma área afetada por uma seca histórica.

Samantha Power também disse que, embora este seja um passo na direção certa, “muito mais é necessário” para ajudar o mundo a recuperar da “devastação global causada pela guerra brutal do Presidente russo, Vladimir Putin”.

Os cereais serão entregues aos países necessitados através do Programa Alimentar Mundial da ONU.

O Secretário de Estado norte-americano aproveitou a oportunidade para apelar a todos os países em todo o mundo para aumentarem a ajuda humanitária e ao desenvolvimento, bem como para apoiarem os esforços de segurança alimentar e aliviarem as restrições comerciais.

“Trabalhando juntos, podemos garantir a segurança alimentar global”, disse Antony Blinken.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, é esperado esta semana na Ucrânia para uma reunião trilateral com o Presidente, Volodymyr Zelensky, e o líder turco, Recep Tayyip Erdogan.

O encontro terá lugar quinta-feira na cidade de Lviv. No dia seguinte, Guterres visitará Odessa e o seu porto, que está a ser utilizado para a exportação de cereais ucranianos ao abrigo de um acordo promovido pela própria organização e pela Turquia.

Posteriormente, o líder da ONU deslocar-se-á a Istambul para visitar o Centro Conjunto de Coordenação que supervisiona o cumprimento do pacto, explicou o seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

Segundo Dujarric, Guterres viajará para a Ucrânia a convite de Kiev e espera-se que parte da reunião trilateral com Zelensky e Erdogan se concentre na revisão do funcionamento da iniciativa que permitiu o desbloqueio das exportações de cereais através do Mar Negro.

Além disso, o secretário-geral da ONU planeia realizar uma reunião bilateral com o Presidente ucraniano, na qual se espera que discuta o estado geral do conflito, a necessidade de uma solução política e outras questões, tais como a situação em Zaporijia e as tentativas de destacar uma missão de peritos internacionais para avaliar a central nuclear no terreno.

Guterres já viajou para a Ucrânia em abril, como parte de uma digressão que também passou pela Turquia e Rússia e organizou a retirada de civis de Mariupol, que teve lugar alguns dias mais tarde, com o apoio da ONU. A viagem também ajudou a forjar o acordo para a exportação de cereais, que levou meses a concretizar-se.

Recomendadas

Prémio Nobel da Química para 3 cientistas responsáveis química ‘bioorthogonal’

O termo química ‘bioorthogonal’ refere-se a qualquer reação química que pode ocorrer dentro de sistemas vivos sem interferir nos processos bioquímicos nativos. O termo foi cunhado por Carolyn R. Bertozzi em 2003.

Japão pede à ONU que mostre firmeza após teste de míssil norte-coreano

“Nós acreditamos que a Coreia do Norte poderia realizar atos mais provocativos, como um teste nuclear”, afirmou o porta-voz do Governo japonês, Hirokazu Matsuno, numa conferência de imprensa.

Alcançado acordo político entre países da UE para novo pacote de sanções à Rússia

A informação foi avançada aos meios de comunicação social europeus por fonte oficial da presidência checa do Conselho da UE, que indicou que “os embaixadores [dos Estados-membros] acabam de chegar a um acordo político sobre novas sanções contra a Rússia”.
Comentários