Fileira do Metal Portugal exportou 1.916 milhões de euros em outubro, o melhor resultado de sempre

É com novos mercados, não tradicionais, como o Japão, Suíça, Roménia, África do Sul e Coreia do Sul, que o Metal Portugal tem conseguido fazer crescer de forma significativa as exportações.

As exportações da fileira Metal Portugal atingiram o melhor resultado de sempre no mês de outubro, ao conseguirem exportações no montante de 1.916 milhões de euros.

“O mercado extra-União Europeia é o principal responsável para este crescimento de 3,7% nas exportações face ao período homólogo e um aumento de 9,6% face ao mês de setembro, que já tinha sido o 3º melhor mês de sempre”, destaca um comunicado do Metal Portugal.

Segundo essa nota, “a AIMMAP [Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal] anunciou que o mês de outubro representou o melhor resultado de sempre com um valor total de mais de 1.916 milhões de euros em exportações”.

“Este resultado representa um crescimento homólogo de 3,7%, sendo que este crescimento é surpreendente pois o período homólogo, anterior à pandemia, já tinha sido bastante bom para as exportações do Metal Portugal”, destaca este comunicado, acrescentando que a fileira “tem vindo a registar uma recuperação desde agosto deste ano, indicação de que de que tal como a AIMMAP tem vindo a referir, mais do que cancelamentos de encomendas, registaram-se adiamentos de encomendas”.

“O mercado extra-União Europeia continua em claro crescimento para o Metal Portugal, e apesar de existir uma recuperação clara nos mercados ditos tradicionais como Espanha, França e Alemanha, onde se registaram um aumento de adiamentos de encomendas, é com novos mercados, não tradicionais como o Japão, Suíça, Roménia, África do Sul e Coreia do Sul, que o Metal Portugal tem conseguido fazer crescer de forma significativa as exportações.

Os responsáveis do Metal Portugal salientam também a ‘performance’ na indústria automóvel, “tanto nos ligeiros como nos pesados, que justificam cerca de 79% do crescimento homólogo, e o crescimento nas exportações de produtos metálicos, máquinas e equipamentos, que fundamentam 81% do crescimento das exportações face ao mês imediatamente anterior”.

Para Rafael Campos Pereira, vice-presidente da AIMMAP, “o mês de setembro já tinha representado um mês histórico para o Metal Portugal, mas o mês de outubro acaba por se tornar o melhor de sempre para as exportações nacionais”.

“Estamos em claro crescimento, em contraciclo com a restante economia portuguesa e isso só mostra a resiliência e a combatividade do Metal Portugal para conseguir exportar para outros mercados não tradicionais e longínquos. Este resultado só prova que a qualidade da produção nacional é cada vez mais reconhecida no estrangeiro e, em plena pandemia, as nossas exportações continuam a crescer porque lhes é reconhecida qualidade”, conclui este responsável.

A AIMMAP é uma das mais representativas associações sectoriais do país, cujo objeto principal é servir os seus associados orientando-os na melhoria da competitividade e inovação constantes, fazendo-o de uma forma estruturada e duradoura.

A missão da AIMMAP é contribuir para a promoção e dinamização do sector metalúrgico e metalomecânico, fornecendo o apoio técnico, tecnológico, de formação profissional e logístico, tendo como objetivo um forte desenvolvimento sustentado do sector, que representa em sintonia com as entidades de suporte por si dinamizadas.

Recomendadas

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.

“Via Verde rejeita categoricamente qualquer acusação de burla” que circule no Portal da Queixa

“Sempre que um cliente passa numa portagem e a transação falha, a Via Verde comunica diretamente com o cliente a dar conta de um eventual problema”, justifica. “Este alerta visa sempre proteger os clientes. Se o problema for confirmado, o cliente pode subscrever um plano Via Verde ou, se assim preferir, comprar um identificador novo”, esclarece fonte oficial da empresa ao JE.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.
Comentários