França. Seis mil pessoas evacuadas devido aos incêndios a sudoeste

O sudoeste francês continua a sofrer com as altas temperaturas e, esta quarta-feira, o fogo, que já tinha estado ativo em julho, reacendeu e obrigou a evacuamentos, com o governo gaulês a duplicar o número de bombeiros para os mil, com o apoio de meios aéreos.

Mais de seis mil pessoas foram evacuadas devido aos grandes incêndios na região de Gironde, no sudoeste de França. O governo gaulês duplicou o número de bombeiros no combate ao maior fogo, segundo relata o “The Guardian”.

Um incêndio que destruiu 15 mil hectares de floresta em julho reacendeu e, na manhã desta quarta-feira, queimou mais seis mil.

As altas temperaturas e ventos quentes estão a dificultar o trabalho dos bombeiros, segundo as autoridades. O governo francês optou por fazer subir o número de bombeiros destacados para o combate às chamas, com o apoio de meios aéreos.

Cerca de 3.800 pessoas já haviam sido retiradas das suas casas nas áreas de Belin-Béliet, Saint-Magne e Hostens, enquanto outras duas mil foram evacuadas esta quarta feira. Todas as pessoas saíram ilesas, mas 16 casas ficaram destruídas perto de Belin-Béliet.

Durante o mês de julho, os incêndios destruíram mais de 20 mil hectares de terreno na região de Gironde e obrigaram à evacuação de quase 40 mil pessoas.

O sudoeste de França está a sofrer com as ondas de calor registadas neste verão e vive um período de seca.

Recomendadas

União Europeia chega a acordo para cobrar impostos sobre os lucros extraordinários das energéticas

O acordo que ficou estabelecido entre os ministros dita que os 27 Estados-membros imponham impostos às energéticas que, até ao momento, beneficiaram do aumento dos custos da energia, informou a UE em comunicado.

Barragens no Douro Superior asseguram caudais “que estado Espanhol não consegue”

O presidente da Associação de Municípios do Douro Superior (AMDS) defendeu hoje a importância das barragens do Baixo Sabor e de Foz Tua na regulação dos caudais da Via Navegável do Douro (VND), quando há dependência de Espanha.

Nordstream. Governo condena sabotagem e considera que UE está “sob ataque”

O secretário de Estado dos Assuntos Europeus considerou hoje que a União Europeia (UE) está sob ataque, numa alusão à sabotagem das condutas do Nordstream I e II, e elogiou a atuação da presidente da Comissão.
Comentários