Futuro do Trabalho. Assista à JE Talks esta quarta-feira, às 14h00

A pandemia introduziu um novo paradigma no mundo do trabalho: o teletrabalho dá agora lugar aos regimes híbridos. A semana de quatro dias e os novos direitos introduzidos colocam questões às empresas e aos colaboradores. Saiba tudo esta quarta-feira, na JE TV, às 14h00.

O Jornal Económico transmite em direto, esta quarta-feira, 22 de junho, a JE Talks: Futuro do Trabalho. A iniciativa vai reunir especialistas do mercado de trabalho e do direito laboral para entender a mudança de paradigma e os desafios que se colocam às empresas e aos colaboradores. Assista em direto a partir das 14h00 na JE TV.

Os últimos dois anos, envoltos num cenário pandémico, tornaram o trabalho remoto a única opção para muitas empresas. Para algumas, este cenário acimentou-se e é hoje a realidade ad eternum. Outros ainda, transitam agora para um regime híbrido. Mas a verdadeira herança pandémica pode-se revelar em alterações mais profundas, que vão desde a implementação da semana de quatro dias aos novos direitos laborais introduzidos, como o “direito a desligar”.

Como estão as organizações a encarar esta rápidas transformações e de que forma as aplicam junto do colaborador? E este, de que forma tem encarado o rol de novidades? As mudanças legislativas propostas já estão em teste nalguns países da UE, e consagradas até noutros. Há argumentos que defendem um aumento da produtividade e uma melhoria da qualidade de vida do trabalhador, mas há também desafios e obstáculos específicos ao tecido empresarial português que precisam de ser enderaçados.

Conheça a opinião dos especialistas sobre estes temas esta quarta-feira, numa conversa que vem complementar o caderno Especial dedicado ao mesmo tema e que é oferecido esta sexta-feira, 24 de junho, com a edição impressa do JE.

Recomendadas

Almedina reforça áreas emergentes do Direito

A Almedina, distingue-se pela proximidade à academia e liderança na área jurídica.

Saúde mental e “sindicalismo de marca” criam novos desafios

Advogados contactados pelo JE consideram que o Direito se terá de se adaptar à criação de sindicatos dentro das empresas, à semana de trabalho de quatro dias e ao equilíbrio da vida pessoal e profissional dos trabalhadores.

Tecnológicas destacam-se nos testes à semana de trabalho de quatro dias

Feedzai, Doutor Finanças, B6 Software e Manwinwin têm em comum o foco na tecnologia e, consequentemente, a maior necessidade de reter e atrair talento. Para se destacarem perante a concorrência, reduziram a carga horária.
Comentários