Galp regista lucros de 420 milhões de euros no 1.º semestre

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Galp adianta que no segundo trimestre o lucro, num Baw ajustada, alcançou os 265 milhões de euros, o que compara com 140 milhões de euros em termos homólogos.

Os lucros da Galp subiram 153% no primeiro semestre, face a igual período de 2021, para 420 milhões de euros, com os resultados a refletirem um “desempenho operacional robusto”, divulgou hoje a empresa.

Este valor compara com o resultado líquido de 166 milhões de euros no ano passado.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Galp adianta que no segundo trimestre o lucro, num Baw ajustada, alcançou os 265 milhões de euros, o que compara com 140 milhões de euros em termos homólogos.

“Os resultados da Galp no segundo trimestre refletem um desempenho operacional robusto, com a empresa a capturar com sucesso as condições favoráveis de mercado, nomeadamente nas atividades de ‘upstream’, refinação e renováveis”, lê-se no comunicado.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) ajustado foi de 2.114 milhões de euros, um aumento de 97% face a igual período de 2021, e no segundo trimestre ascendeu a 1.244 milhões de euros, valor que compara com 571 milhões de euros um ano antes.

Recomendadas

PremiumGestores bancários sem tarimba a gerir períodos inflacionários

Estudo sobre o sector bancário europeu feito pela consultora estratégica Oliver Wyman considera que as instituições financeiras podem não estar preparadas para os impactos do aumento da inflação e do abrandamento da economia na atividade.

Alojamento local em expansão no Douro ajuda a diversificar oferta turística

O alojamento local no Douro está em expansão e contribui para a diversificação da oferta turística neste território, existindo atualmente 714 unidades em atividade.

TAP nega acusação do sindicato dos pilotos e diz que gasta menos com alugueres face a 2018 e 2019

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) acusou, esta quarta-feira, a gestão da TAP de “desperdiçar” as receitas do verão com “milhões de erros” ao longo do ano, como a contratação externa de serviços.
Comentários