Gestão de fundos imobiliários em queda em abril

A Square AM (11,8%), a Interfundos (10,7%), e a Caixa Gestão de Ativos (8,4%) detinham as quotas de mercado mais elevadas em abril, revela a CMVM

Condomínio em Miami

Em abril de 2022 o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) atingiu 10.914,1 milhões de euros, menos 78,6 milhões (0,71%) do que em março.

A CMVM explica que o montante investido nos fundos de investimento imobiliário diminuiu 0,6% para 8.261,4 milhões. Nos FEII, o valor decresceu 0,4% para 2.340,2 milhões e nos FUNGEPI caiu 4,9% para 312,5 milhões de euros.

No mês de abril os países da União Europeia foram o destino da totalidade do investimento feito em ativos imobiliários, tendo 48,3% da carteira dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) abertos sido aplicados em imóveis do setor dos serviços.

Também os investimentos realizados pelos FUNGEPI se destinaram, sobretudo, ao setor dos serviços (48,1%).

A Square AM (11,8%), a Interfundos (10,7%), e a Caixa Gestão de Ativos (8,4%) detinham as quotas de mercado mais elevadas.

Em abril foi constituída a sociedade de investimento imobiliário “Valadim Investimentos – SICAFI Especial”, gerida pela Valadim Investimentos.

Recomendadas

Wall Street recupera e vai de fim de semana com subidas

Ainda assim, os títulos da Meta Platforms, que detém o Facebook, deslizaram após vir a público que a empresa liderada por Mark Zuckerberg está a cortar os planos de contratação de engenheiros, antecipando uma eventual desaceleração económica.

PSI fecha no verde com EDP Renováveis a disparar mais de 5% e EDP mais de 4%

Apesar da leitura preliminar da inflação, no mês de junho, ter registado um novo pico, acima do esperado, os mercados não reagiram negativamente. Ainda assim as bolsas da Europa fecharam mistas. Energia e utilities em forte alta.

Wall Street entra em julho com o pé esquerdo

O sector dos semicondutores está a cair após a empresa Micron Technology, fabricante de chips, ter apresentado um ‘guidance’ fiscal para o quarto trimestre que desiludiu o mercado. As concorrentes perdem mais de 2% no arranque da última sessão da semana.
Comentários