Governo da Madeira apoiou 39 desempregados a criarem o próprio negócio este ano

Desde a criação do programa, em 2015, o Instituto de Emprego da Madeira “aprovou 456 projetos de criação da própria empresa, num total de 790 postos de trabalho, o que representa um investimento global de 7,86 milhões de euros”, salienta a tutela numa nota distribuída à comunicação social.

O Governo da Madeira apoiou este ano 39 empresários que se encontravam desempregados a criarem os seus negócios, num investimento de 682 mil euros, anunciou esta quarta-feira a secretária regional da Inclusão e Cidadania.

Rita Andrade indicou que, desde o início do ano, foram criadas 39 empresas, que representam 65 novos postos de trabalho e um investimento de 682 mil euros por parte do Instituto de Emprego da Madeira (IEM), no âmbito do Programa de Criação de Empresas e Emprego (CRIEE).

A governante falava aos jornalistas na cerimónia de entrega de mais onze contratos de concessão de incentivos para a criação de novas empresas, que decorreu no salão nobre do Governo Regional (PSD/CDS-PP), no Funchal.

Estas onze empresas vão criar 17 postos de trabalho e tiveram um apoio total de 174,2 mil euros.

A responsável pela Inclusão e Cidadania salientou que o apoio dado pelo IEM contempla a criação do posto de trabalho do beneficiário, podendo estender-se até mais três pessoas contratadas.

Além disso, é apoiado o investimento do empresário, que “varia de setor para setor”, notou Rita Andrade, acrescentando ainda que é concedido apoio técnico para que “os projetos e os negócios corram bem”.

Em caso de o negócio “correr mal” nos primeiros três anos de atividade, o apoio financeiro concedido pelo Instituto de Emprego tem de ser devolvido, lembrou.

No ano passado, o IEM celebrou 45 contratos de concessão de incentivos de projetos, num total de 82 postos de trabalho, que equivale ao montante total de 848,6 mil euros.

Desde a criação do programa, em 2015, o Instituto de Emprego da Madeira “aprovou 456 projetos de criação da própria empresa, num total de 790 postos de trabalho, o que representa um investimento global de 7,86 milhões de euros”, salienta a tutela numa nota distribuída à comunicação social.

A Secretaria Regional da Inclusão Social e Cidadania refere na mesma informação que o CRIEE visa “apoiar a criação do próprio emprego por parte de desempregados que tenham espírito empreendedor e apresentem um projeto de investimento viável, bem como contribuir para a criação de outros postos de trabalho que sejam necessários ao desenvolvimento do projeto”.

Recomendadas

Açores: Tribunal de Contas acolhe primeiro Encontro de Jovens Auditores da CPLP

“O Auditor do Futuro” é o tema deste primeiro Encontro, organizado pela Secção Regional dos Açores, que traz a Ponta Delgada quase meia centena de jovens auditores com idades até aos 35 anos.

BE alerta para aumento dos “fenómenos de exclusão e pobreza” na Madeira

A coordenadora do Bloco de Esquerda considerou que a região autónoma “está atrasada” no apoio à população sem-abrigo, nomeadamente ao nível das respostas previstas na estratégia nacional, como o projeto “casa primeiro”.

Madeira: Proteção Civil reforça atividade física nos Corpos de Bombeiros

A iniciativa do Serviço Regional de Proteção Civil começou no ano de 2018 em parceria com a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, sendo a mesma reforçada em 2022, com a colaboração de dois preparadores físicos.
Comentários