Governo da Madeira tem em curso investimentos de 70 milhões para resolver problemas de água

O Governo da Madeira tem em curso investimentos na ordem dos 70 milhões de euros para resolver os problemas de abastecimento de água na região, disse hoje a secretária Regional do Ambiente

 

O Governo da Madeira tem em curso investimentos na ordem dos 70 milhões de euros para resolver os problemas de abastecimento de água na região, disse hoje a secretária Regional do Ambiente

“Temos 70 milhões de euros de investimento em curso e temos mais 70 milhões de euros no Plano de Recuperação e Resiliência [PRR]” afetos a intervenções nesta área, afirmou Susana Prada, durante uma visita que efetuou às obras de reconstrução de um troço da Levada do Norte que foi danificado por uma derrocada em março.

Relativamente a estas obras de reconstrução, a governante explicou que “uma grande derrocada destruiu o talude sobranceiro ao lanço sul do Canal do Norte”, o qual abastece 60% da população do concelho da Ribeira Brava, na zona oeste da Madeira, e cerca de 9.000 regantes entre este município e o de Câmara de Lobos.

A intervenção, que teve um custo de 10 mil euros, foi fundamental para permitir o abastecimento a casas e regadio”, salientou.

Susana Prada considerou ainda que este canal é “estratégico”, motivo pelo qual o Governo Regional decidiu reforçá-lo, estando prevista uma intervenção de 20 milhões de euros, numa das suas áreas, nomeadamente, o túnel do Pedregal.

A responsável governamental com as pastas do Ambiente e Alterações Climáticas indicou ainda que este túnel “capta a água no seu interior [cerca de 10 litros por segundo], o que vai reforçar os caudais do canal e vai armazenar 40 mil metros cúbicos do inverno para o verão”.

Além disso, acrescentou, também “vai transportar em segurança água de um troço degradado do canal do Norte que perde cerca de 50 litros por segundo”.

“O túnel estará concluído no verão de 2023”, afirmou.

Recomendadas

Universidade da Madeira acolhe evento sobre empreendedorismo no ensino superior das regiões ultraperiféricas

O projeto INCORE tem duração de dois anos e é financiado pela União Europeia, através do European Institute of Innovation & Technology (EIT), no valor de um milhão e duzentos mil euros.

Madeira soma 41 acidentes de viação numa semana

Estes acidentes resultaram em dois feridos graves, um na Ribeira Brava e outro em Santa Cruz.

Câmara do Funchal: Instalação de 15 colmeias para projeto de apicultura já recolheu 60 quilos de mel

A autarquia refere que o objetivo do projeto passa por “contribuir para o fomento da biodiversidade do Parque Ecológico, para a preservação da abelha e para a divulgação da atividade como referência para a sustentabilidade dos ecossistemas florestais”.
Comentários