Governo prevê dar início à vacinação contra a Covid-19 entre 27 e 29 de dezembro

Portugal deverá receber as primeiras doses da vacina Pfizer-BioNTech contra a Covid-19 já este mês. A ministra da Saúde adiantou que o primeiro lote de vacinas será de 9.750 unidades e irá priorizar os profissionais de saúde. Grupos prioritários previamente anunciados não sofrem alterações.

As vacinas da Pfizer-BioNTech contra a Covid-19 estão previstas para chegar ainda este mês, com o calendário de vacinação a ter inicio no dia 27 de dezembro. O primeiro lote de vacinas será de 9.750 unidades e irá priorizar os profissionais de saúde, uma vez que são “aqueles que na primeira linha nos poderão ajudar melhor a proteger os restantes”, afirmou Marta Temido, esta quinta-feira, em conferência de imprensa depois da reunião de trabalho sobre o Plano de Vacinação contra a Covid-19, que decorreu esta manhã no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

“[O dia de] autorização para a introdução da vacina no mercado, para que possa chegar ao nosso país ainda antes do Natal, de acordo com a própria empresa farmacêutica, é a 26 de dezembro”, anunciou  garantido que o processo de vacinação, estará alinhado alinhado com os outros países da União Europeia e que por isso vai arrancar entre 27 e 29 de dezembro.

A ministra da Saúde adiantou ainda que, a 4 de janeiro, chegarão cerca de 303 mil doses, em fevereiro serão 429 mil doses e 487,500 doses em março.

“Em janeiro devem ser administradas 312.975 doses. Este valor é inferior àquele que que inicialmente tínhamos previsto, na medida em que a [Pfizer] alterou aquilo que são as suas possibilidade de distribuição para todos os países europeus”, esclareceu.

Durante as apresentação da versão atualizada do plano de vacinação contra a Covid-19 em Portugal, a responsável pela pasta da Saúde adiantou que a vacina da Moderna tem previsão para ser aprovada pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) a 12 de janeiro, sendo que as restantes (AstraZeneca/Oxford, Johnson&Johnson e Curevac) encontram-se ainda em avaliação clínica.

Ainda assim, a farmacêutica e universidade britânica deverão enviar para Portugal mais de 1.400 mil doses no primeiro trimestre de 2021, enquanto que a Moderna prevê distribuir no território nacional 227 mil doses durante o próximo ano.

De forma geral, a ministra de Saúde mostra-se otimista quanto ao arranque desta operação que será a nível europeu:

“É evidente que estamos a falar de um processo exigente e novo, na medida em que se reveste de uma expectativa diferente das demais vacinas e que estamos a acompanhar com todo o rigor”, respondeu aos jornalistas.

“O que lhe posso dizer é que os serviços desenvolvidos, quer do Ministério da Saúde quer de outras áreas sectoriais, nos permitem confiar em que será um processo que correrá bem e contará com o envolvimento dos portugueses que podem ter confiança na sua vacinação”, acredita Marta Temido.

Grupos prioritários não sofrem alterações

Embora os profissionais de saúde sejam priorizados para ser vacinados já este mês, os grupos prioritários, anunciados previamente, não vão sofrer qualquer alteração, esclarece Marta Temido.

“[O que ficou definido é que] Esta primeira fase iria abranger os profissionais de estruturas residenciais para idosos, os profissionais de saúde, os residentes destas estruturas para idosos e depois as pessoas que, com mais de 50 anos, reúnem uma ou mais de várias patologias. Essa definição de grupos prioritários mantém-se”, esclareceu durante a conferência de imprensa.

“O que fizemos foi a identificação de um subgrupo para este primeiro lote de vacinas que ainda nos chegará ainda este ano. Em Janeiro, iremos continuar a vacinar de acordo com esta identificação previamente realizada”, detalha a ministra da Saúde.

Esta revisão do plano de vacinação contra a Covid-19 no território nacional chega momentos depois de Ursula von der Leyen ter anunciado, na rede social Twitter, que os 27 Estados-Membros têm ‘luz verde’ para começar a vacinar entre 27 a 29 de novembro.

“É o momento da Europa”, afirmou a responsável. “No dia 27, 28 e 29 de dezembro, a vacinação começa por por toda a Europa”, anunciou a presidente da Comissão Europeia, esta manhã.

 

Relacionadas

Covid-19: Países da UE preparados para começar a vacinar partir de 27 de dezembro, diz Ursula von der Leyen

Vacina da Pfizer-BioNTech está prevista para ser aprovada no dia 21 de dezembro. Comissão Europeia confirma que 27, 28 e 29 de dezembro são os três dias oficias para o arranque da vacinação na Europa.

‘Task force’ espera ter até 70% da população imunizada contra a Covid-19 no final da primavera

Portugal deverá receber 22,8 milhões de doses da vacina da Pfizer-BioNTech. Ainda que 70% da população seja vacinada até ao final do primeiro semestre, o responsável pela ‘task force’ alerta que não pode haver um relaxamento das medidas preventivas contra a Covid-19. “Esses comportamentos têm que ser mantidos até se atingir a imunidade de grupo”, afirmou Francisco Ramos.

Plano de vacinação. Portugal estará pronto para receber a vacina durante o Natal, garante ‘task force’

Sobre a chegada da vacina a Portugal, o coordenador da Task Force diz não saber em que data acontecerá. O que se sabe, diz, é que a aprovação da União Europeia deverá ser antecipada e “há um compromisso da Pfizer de 3 dias depois entregar a vacina”.
Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários