GreenVolt investe sete milhões na instalação de 18 mil painéis solares

O investimento é liderado pela Greenvolt em parceria com a empresa Infraventus, que atua no setor das energias renováveis.

A GreenVolt investiu sete milhões de euros (ME) na compra, instalação e ligação de cerca de 18 mil painéis solares, em Cantanhede, numa área de aproximadamente 15 hectares, revelou o diretor executivo da empresa, Carlos Coelho.

O investimento é liderado pela GreenVolt em parceria com a empresa Infraventus, que atua no setor das energias renováveis.

Numa área de aproximadamente de 15 hectares, foram instalados cerca de 18 mil painéis solares, para uma produção estimada de 16 gigawatt-hora/ano de energia usando o sol como fonte.

No caso de Cantanhede, trata-se de um conjunto de centrais agrupadas.

Esta intervenção vai permitir produzir energia “de aproximadamente de 5.000 mil casas familiares”, disse hoje à agência Lusa, o diretor executivo da GreenVolt, Carlos Coelho, que também é responsável pelos negócios da empresa em Portugal.

“Eu diria que vai produzir uma parte substancial energia consumida pelo município de Cantanhede”, no distrito de Coimbra, sublinhou.

Questionado acerca da escolha de Cantanhede para a instalação dos painéis, Carlos Coelho referiu que a opção pelo local se deve ao facto de ter “condições de interligação à rede de elétrica nacional”.

A obra, que foi iniciada no final do ano do ano passado, está prevista ficar concluída já no decorrer do mês de junho.

“Todos os equipamentos usados são de última geração, os painéis são dos mais eficientes que há no mercado”, adiantou.

A GreenVolt, que é uma empresa ligada às energias renováveis, com ativos em vários países da Europa, vai produzir a energia em Cantanhede e depois vai “injetar na rede elétrica nacional” para ser “vendida a preço de mercado”.

Carlos Coelho deu ainda nota da importância da colaboração com todas as autoridades, nomeadamente a Câmara Municipal de Cantanhede que deu uma resposta “célere” aos pedidos de parecer.

“Estes tipos de investimentos necessitam de alguma celeridade na resposta das autoridades”, notou.

A GreenVolt atua no setor da biomassa, na promoção de projetos eólicos e solares fotovoltaicos e na distribuição de geração de energia renovável.

Recomendadas

Bruxelas quer emitir 50 mil milhões de euros em obrigações para financiar NextGenerationEU

Bruxelas anunciou o programa de financiamento para entre julho e dezembro.

Aeroporto do Porto distinguido como “Best European Airport”

O prémio foi entregue pela organização internacional dos aeroportos, refere-se à categoria de 10-25 milhões de passageiros e destaca a qualidade do serviço, de acordo com um comunicado de imprensa da ANA Aeroportos de Portugal.

BdP rejeita subida significativa do incumprimento no crédito à habitação

Questionado sobre se espera um aumento do incumprimento das famílias no crédito habitação, devido ao aumento das taxas de juro, uma vez que a maioria daquele tipo de crédito em Portugal é contratualizado com taxas variáveis, Mário Centeno disse que “a resposta breve é não”.
Comentários