Grupo EDP conclui a compra da energética espanhola Viesgo

A companhia elétrica portuguesa anunciou inicialmente a compra da Viesgo a 15 de julho, com a EDP a investir um total de 900 milhões de euros para fechar esta aquisição. Energética espanhola está avaliada em 2,7 mil milhões de euros.

A EDP anunciou hoje a conclusão da operação de compra da energética espanhola, avaliada em 2,7 mil milhões de euros.

A 9 de dezembro, o Governo espanhol deu luz verde à compra da energética Viesgo pelo grupo EDP. A decisão foi tomada pelo executivo de Pedro Sanchéz no conselho de ministros.

A companhia elétrica portuguesa anunciou a compra da Viesgo a 15 de julho, com a EDP a investir um total de 900 milhões de euros para fechar esta aquisição.

A operação está dividida em três parte. Na primeira aquisição, a EDP comprou a rede de distribuição de eletricidade da Viesgo – localizada nas Astúrias e na Galiza – em parceria com a Macquarie Infrastructure and Real Assets (MIRA). A Viesgo Distribution registou um EBITDA de 320 milhões em 2019, e vai passar a ser detida em 75% pela EDP e em 25% pela MIRA.

A segunda, é que a EDP Renováveis (detida maioritariamente pelo grupo EDP) vai comprar 100% do negócio renovável da Viesgo, que conta com 24 centrais eólicas e duas centrais mini-hídricas em Portugal e Espanha. A empresa conta com uma capacidade instalada total de 500 megawatts (MW), e está avaliada em 565 milhões de euros.

A terceira parte é que a EDP também vai comprar as duas centrais a carvão da Viesgo na Andaluzia, mas que vão ser encerradas e que “incorporam potenciais pontos de ligação à rede para o desenvolvimento de projetos de renováveis”.

“Concluímos uma operação estratégica para a EDP, que contribui para alcançar os objetivos com que nos comprometemos para 2022, através do crescimento em energias renováveis e redes de distribuição. Continuamos a criar valor com os nossos investimentos, ao mesmo tempo que reforçamos a aposta nos nossos clientes e em novos produtos e serviços, como é o caso do autoconsumo de energia e da mobilidade elétrica, vetores que nos vão permitir acelerar a transição energética”, disse em comunicado Rui Teixeira, presidente da EDP Espanha e CEO interino da EDP Renováveis.

“Esta transação reforça o peso das atividades reguladas e contratadas de longo prazo, com perfil de baixo risco no portfólio da EDP, e está totalmente alinhada com a estratégia da EDP, focada no crescimento em renováveis e redes, no contexto da transição energética”, segundo o comunicado do grupo EDP liderado interinamente por Miguel Stilwell de Andrade.

Relacionadas

EDP. Governo espanhol dá luz verde à compra da Viesgo

O negócio inclui 75% de uma rede de distribuição de eletricidade, 500 megawatts de energia renovável e duas centrais a carvão.

Bruxelas dá ‘luz verde’ à compra do negócio de energias renováveis da Viesgo pela EDP

A Comissão Europeia deu hoje ‘luz verde’ à compra do negócio de energias renováveis da espanhola Viesgo pelo grupo da Energias de Portugal (EDP), considerando que a transação “não levanta preocupação em matéria de concorrência”.

Espanhóis da Oppidum investem mais de 70 milhões no aumento de capital da EDP

O segundo maior acionista da elétrica – com 7% do capital – foi a jogo no aumento de capital para manter a sua posição na elétrica.
Recomendadas

Inflação leva 53% das empresas a restringir a capacidade de expansão, diz Intrum

O estudo da Intrum revela que “41% das empresas portuguesas usam a venda com pré-pagamento como proteção contra os atrasos de pagamento perante a inflação e 53% já está a restringir expansão dos negócios”.

A parceria que privilegia a economia social e as suas organizações ganha mais três anos

Daniel Traça, Dean da Nova SBE, e José Pena do Amaral, Consultor da Comissão Executiva e Membro da Comissão de Responsabilidade Social do BPI, explicam ao JE a originalidade da parceria Iniciativa para a Equidade Social, o que envolve e o que pretende alcançar. A parceria junta a Fundação “la Caixa”, o BPI e a Nova SBE.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários