Guilherme Figueiredo eleito bastonário da Ordem dos Advogados em luta renhida

A incumbente Elina Fraga tinha ganho a primeira volta, mas perdeu a votação final por uma margem de 669 votos.

Cristina Bernardo

Guilherme Figueiredo venceu as eleições para bastonário da Ordem dos Advogados (OA), à segunda volta, derrotando a incumbente, Elina Fraga.

Segundo os resultados publicados no site da Ordem, a lista de Guilherme Figueiredo recolheu 9862 votos, face aos 9193 obtidos pela lista da anterior bastonária. Foram apurados também 209 votos nulos e 1344 boletins brancos.

O resultado representa uma reviravolta face aos números da primeira ronda, realizada a 18 de novembro, quando Elina Fraga obteve 8.706 votos e Guilherme Figueiredo conseguiu 7.838 votos.

A anterior bastonária, Elina Fraga, felicitou os vencedores através do Facebook.

Em entrevista a o Jornal Económico, em outubro, o advogado do Porto explicou que pretende dotar a OA com a capacidade de influenciar o poder legislativo e implementar um projeto interno diferente do atual. “Vamos mudar muita coisa dentro da Ordem, incluindo do ponto de vista da racionalização dos recursos financeiros, que entendemos que estão a ser desbaratados. Também é possível – e esta tem sido a minha luta – estabelecer a separação de poderes dos órgãos executivos e dos órgãos de natureza disciplinar [Conselho de Deontologia]”, afirmou.

Ao contrário das eleições de 2014, neste ato eleitoral para o triénio 2017-2019 não foi automaticamente eleito o candidato mais votado à primeira, pois nenhum dos quatro candidatos obteve mais de metade dos votos, forçando uma segunda ronda.

Também hoje foram divulgados os resultados das eleições para os órgãos da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores, vencidas por António Costeira Faustino, eleito presidente da direção, e Carla Cadilhe, que é ocupará o cargo de presidente do Conselho de Fiscalização.

 

Relacionadas

“Estou a pagar duas campanhas, a minha e a da bastonária”

O candidato não poupa críticas a Elina Fraga, cujo mandato caracteriza como “muito pior” do que o de Marinho e Pinto. E acusa a bastonária de usar a Ordem para fazer campanha.

Eleições OA: Jerónimo Martins apoia Guilherme Figueiredo

Em comunicado enviado esta sexta-feira, o candidato da lista D declarou o apoio à H, liderada por Guilherme Figueiredo. O futuro bastonário é conhecido já no próximo dia 6.
Recomendadas

Pares Advogados assessoraram Sevenair Academy na compra dos ativos da norte-americana L3Harris Technologies

Com esta aquisição, que teve lugar após a entrada de um novo acionista na empresa – o “family office” Worldapproach, de Isaías Gomes Teixeira – a Sevenair Academy torna-se a maior escola de formação de pilotos da Europa, com duas bases de formação (Cascais e Ponte de Sor).

PremiumPorto Law Summit debate sociedades multidisciplinares

As sociedades multidisciplinares – formadas por advogados e outros profissionais – estão a chegar. O bastonário Luís Menezes Leitão, que se recandidata ao cargo, não está disponível para as aceitar.

Diferendo entre Ordem dos Advogados e Conselho de Deontologia de Lisboa volta “à estaca zero”

O despacho deixa o recurso apresentado em janeiro desse ano pelo bastonário, Luís Menezes Leitão, novamente por decidir, contrariando o próprio entendimento que esta 3.ª Secção do CS havia tido anteriormente.
Comentários