Huawei foi excluída do 5G do Reino Unido devido a pressão americana, diz antigo ministro britânico

“Não teve nada a ver com segurança nacional”, afirma Vince Cable, citado pela Euractiv, contrariando os argumentos invocados por Boris Johnson quando em 220 baniu a empresa chinesa da construção da rede de 5G no país.

O antigo ministro dos Negócios e Indústria de David Cameron, Vince Cable, lançou esta segunda-feira mais uma acha para a polémica em torno da exclusão da Huawei do 5G, ao afirmar que a decisão do Reino Unido de banir a operadora chinesa da construção da rede no país deveu-se à pressão do governo norte-americano.

“Não teve nada a ver com segurança nacional”, afirmou num evento citado pela rede de media Euractiv.

Em julho de 2020, o governo de Boris Johnson alegou novas informações produzidos pelo National Cyber ​​Security Center (NCSC) ao anunciar que as operadoras de telecomunicações teriam de parar de comprar equipamento à Huawei até ao final do ano, devendo retirar o equipamento da empresa chinesa da sua infraestrutura até 2027.

A decisão foi tomada pouco depois de os Estados Unidos imporem sanções contra a Huawei, invocando argumentos de segurança nacional.

“Se a Grã-Bretanha tivesse mantido o 5G, estaríamos agora na vanguarda dos países que usam as tecnologias mais avançadas. E não estamos”, afirmou ainda Vince Cable, citado pela Euractiv.

 

Recomendadas

Amazon abriu uma loja física para vender roupa

A loja Amazon Style, localizada em Los Angeles, aposta em inteligência artificial e outras tecnologias para ajudar os clientes a encontrarem o que procuram.

À procura de emprego? Beevo vai contratar 30 profissionais qualificados em tecnologia

A empresa tecnológica de Braga pretende recrutar gestores de projetos, designers, engenheiros Web, especialistas em SEO/SEM e “pensadores digitais”.

Novo Banco terá de cumprir requisitos de capital e passivos elegíveis de 23,16% em 2026

A instituição bancária indicou que foi notificada pelo Banco de Portugal relativamente aos requisitos de MREL (‘Minimum Requirement for own funds and Eligible Liabilities’), em base consolidada, conforme decisão do Conselho Único de Resolução”.
Comentários