Já viu o “O Jogo Económico”? O futebol português é bem gerido?

Esta semana, “O Jogo Económico” debateu se o futebol em Portugal é bem gerido e se os clubes e os organismos associados à Liga portuguesa dispõem de presidentes/gestores com capacidade para valorizar o produto ‘futebol português’. Conheça as opiniões de Luís Miguel Henrique, João Marcelino e Luís Vilar, moderados por Andressa Pedry.

Na última edição do programa que aborda os aspetos económicos e financeiros do desporto, os comentadores residentes, o jornalista João Marcelino, o advogado e consultor Luís Miguel Henrique e o convidado, Luís Vilar, vice-dean da Faculdade de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Europeia, debateram, com moderação de Andressa Pedry, debateram a qualidade da gestão no futebol português.

Os clubes e os organismos associados à Liga portuguesa dispõem de presidentes/gestores com capacidade para valorizar o produto ‘futebol português’? Como se explica que, na era em que se dá protagonismo a jogadores e treinadores noutras Ligas, em Portugal se continue a assistir a uma política em que não só não se promove os atletas como ainda os mesmos são, de certa forma, ‘escondidos’ e da comunicação social? Que consequências pode ter esta estratégia dos presidentes/gestores a médio longo prazo quando as marcas quiserem apostar num verdadeiro produto futebolístico?

Veja aqui o programa desta semana.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Ronaldo mais próximo da Arábia Saudita e de voltar a ser o mais bem pago do mundo

O clube saudita é, com alguma distância, aquele que oferece melhores condições financeiras ao atleta, depois de se esgotarem as alternativas na elite do futebol europeu e de ficar claro que as equipas da MLS (liga norte-americana de futebol) não estão dispostas a ir tão longe para assegurar Ronaldo.

Mundial2022: António Costa cancela deslocação para assistir a jogo por motivos de saúde

António Costa será substituído pela ministra dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, que tem a tutela do Desporto.
Comentários