PremiumJaponesas NEC e Kagome criam empresa em Portugal para aumentar produção de tomate

Os aspetos formais da ‘joint venture’ DXAS Agricultural Technology estão a ser ultimados e deverão ficar concluídos no início de agosto. O investimento é superior a 2 milhões de euros, a sede é em Lisboa, mas o CEO vem de Tóquio.

Portugal, mais concretamente Lisboa, será a sede de uma nova empresa de capital japonês criada para aumentar a produção de tomate de indústria através da chamada agricultura de precisão – tecnologia que mostra se a fruta precisa de mais água, fertilizantes ou sol.

A empresa de eletrónica NEC e a fabricante de ketchup Kagome investiram 300 milhões de ienes (aproximadamente 2,2 milhões de euros) e uniram-se para criar a joint venture DXAS Agricultural Technology, que é responsável pelo desenvolvimento e comercialização do hardware e software baseado em Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT, na sigla anglo-saxónica).

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Cinco restaurantes portugueses conquistam primeira estrela Michelin

Encanto (José Avillez e João Diogo), Kabuki Lisboa (Paulo Alves), Kanazawa (Paulo Morais), Euskalduna Studio (Vasco Coelho Santos) e Le Monument (Julien Montbabut) receberam o selo de “cozinha de grande nível, compensa parar” no Guia Michelin Espanha e Portugal 2023.

Empresas de carnes e peixes artificiais veem “desafios” com a crise

Multinacionais como Beyond Meat ou Impossible Foods tiveram um crescimento exponencial em 2019-20 e hoje enfrentam quebras de vendas e despedimentos. Em Portugal, outras ‘agrotechs’ admitem preocupações, mas garantem impacto positivo do negócio no longo prazo.

Padaria Portuguesa transforma óleo alimentar em biocombustível

Produto é encaminhado para produzir o Eco Diesel B15, que permite reduzir até 18% as emissões de gases de efeito estufa.
Comentários