Montepio: Lista B realça que a “participação dos associados registou uma das taxas mais baixas de sempre”

Ribeiro Mendes diz que “a lista vencedora das eleições obteve maioria relativa que sinaliza a extensão do sentimento de rejeição da atual liderança, partilhado pela esmagadora maioria dos votantes”. A Lista B reconhece que obteve um resultado que ficou “abaixo das expectativas geradas pela nossa candidatura, ao receber 21% dos votos validamente expressos”.

A Lista B, liderada por Fernando Ribeiro Mendes, também já veio a público pronunciar-se sobre as eleições para o próximo triénio da Associação Mutualista Montepio Geral.

A lista A, de Tomás Correia, venceu com 43,2% e avança para o seu quarto mandato; seguiu-se a lista C de António Godinho com 36,3% e em terceiro lugar ficou a lista B de Fernando Ribeiro Mendes com 20,5%. Tomás Correia teve 18.073 votos; António Godinho 15.059 votos e Ribeiro Mendes 8.563 votos

“Ficou concluído a 7 de dezembro o processo eleitoral dos órgãos associativos do Montepio Geral para o Triénio 2019-21 e sem prejuízo da análise aprofundada deste processo eleitoral, que realizaremos proximamente, salientamos desde já que a participação dos associados registou uma das taxas mais baixas de sempre, de menos de 10% do corpo eleitoral, o que constitui manifestação incontornável da desconfiança que está instalada no Montepio e sintoma claro do anquilosamento do sistema de governo da mutualidade”, começa por dizer a Lista B.

Ribeiro Mendes diz que “a lista vencedora das eleições obteve maioria relativa que sinaliza a extensão do sentimento de rejeição da atual liderança, partilhado pela esmagadora maioria dos votantes”.

A Lista B reconhece que obteve um resultado que ficou “abaixo das expectativas geradas pela nossa candidatura, ao receber 21% dos votos validamente expressos”.

“Os candidatos da Lista B levaram por diante esta campanha eleitoral em condições extremamente difíceis, marcadas por decisões controversas impostas pela maioria afeta à Lista A na Comissão Eleitoral, dificultando o esclarecimento dos associados, o que muito terá contribuído para um aumento da abstenção, com óbvio prejuízo para a Associação”, dizem ainda.

“Como Associados de uma Instituição cujos pilares fundadores assentam na Liberdade e Democracia, respeitaremos, obviamente, a escolha que foi feita neste dia 7 de dezembro.  Estamos conscientes de que o resultado obtido pela Lista B expressa a confiança dos muitos Associados que nos honraram com o seu voto e nos quiseram dar incentivo para continuar a pugnar por um Montepio competente, solidário e responsável, capaz de inverter a perspetiva de declínio da mutualidade, recuperando a confiança associativa”, lê-se no comunicado.

A lista de Ribeiro Mendes promete continuar a lutar “com determinação” pela mudança e o futuro do Montepio.

 

Relacionadas

Tomás Correia vence corrida à Associação Mutualista Montepio Geral com 43,2%

A lista A venceu com 43,2%; seguiu-se a lista C de António Godinho com 36,3% e em terceiro lugar ficou a lista B de Fernando Ribeiro Mendes com 20,5%.

António Godinho elogia resultado da Lista C em eleições que “não foram nem justas, nem democráticas”

“É politicamente relevante o facto de pela primeira vez a Lista A ter tido menos votos do que a soma dos votos das listas opositoras: isto quer dizer que Tomás Correia já não conta com o apoio expresso eleitoralmente da maioria dos associados da AMMG e deveria tirar consequências desse facto”, diz a Lista C que ficou em segundo lugar na corrida à Associação Mutualista.
Recomendadas

CGD vai continuar com uma posição de capital acima da média da Europa, diz Paulo Macedo

O presidente da Comissão Executiva da CGD disse hoje que o banco vai continuar com uma das maiores redes de agências e com uma posição de capital acima da média da Europa e acima dos bancos portugueses.

Alliance Healthcare tem um novo CEO

Paulo Clímaco Lilaia é o novo CEO da Alliance Healthcare, anunciou a empresa que  armazena e distribui produtos farmacêuticos, em comunicado.

Unicórnio Feedzai nomeia David Henshall para o conselho de administração

O antigo presidente e CEO da norte-americana Citrix Systems juntou-se à gestão da empresa liderada por Nuno Sebastião, conhecida pela sua plataforma digital de gestão de risco e fraude financeira.
Comentários