Madeira associa-se a campanha de segurança rodoviária para o final do ano

A campanha é da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), tem como tema “Avance para 2021 com toda a segurança”, e decorre até 5 de janeiro.

Gleb Garanich/REUTERS

O Governo da Madeira associou-se à campanha de segurança rodoviária “Avance para 2021 com toda a segurança”, da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que decorre até 5 de janeiro, e que pede à população para adotar comportamentos seguros nas suas deslocações.

“A campanha tem como objetivo fazer uma retrospetiva ao ano 2020, através da animação de vários sinais de trânsito, relembrando os constrangimentos vivenciados neste ano e desejando que 2021 seja um ano mais seguro para todos, a todos os níveis”, refere o Governo Regional.

A campanha de segurança rodoviária da ANSR envolve várias entidades, entre público e privado, e visa combater a sinistralidade nas estradas portuguesas.

No ano passado a campanha tinha como tema “O Melhor Presente é estar Presente”, e calcula-se que tenha tido uma alcance de 200 milhões de visualizações.

A campanha desafia os cidadãos a cumprir o seu papel na alteração do atual paradigma e a assumirem o compromisso de alterar comportamentos na estrada.

Recomendadas

Câmara do Funchal quer criar mais e melhores condições para um desporto inclusivo

“Queremos uma cidade cada vez mais inclusiva e integradora”, defendeu a vereadora com os pelouros da Acção Social, Helena Leal, na apresentação dos terceiros Campeonatos do Mundo de Basquetebol e Judo para Atletas Síndrome de Down – Madeira 2022.

Saiba que tipo de informação é dada pela nova etiqueta energética

A informação que consta da etiqueta varia conforme o equipamento, mas existe um conjunto de informação comum.

UMa promove Macaronight para debater adaptação às alterações climáticas e restauração das águas e oceanos

Na Madeira, o projeto é liderado pela Universidade da Madeira e tem como parceiros a Secretaria Regional de Educação, a Câmara Municipal do Funchal, a ARDITI e a StartUp Madeira.
Comentários