Mais de 40 Estados norte-americanos planeiam processar a Facebook

A concretizar-se a queixa judicial dos mais de 40 Estados norte-americanos, a Facebook será a segunda gigante tecnológica norte-americana a ser processada, depois do Departamento de Justiça ter avançado com um processo sobre a Alphabet, empresa-mãe da Google.

Mais de 40 Estados norte-americanos preparam-se para, em conjunto, processar a Facebook Inc, empresa de Mark Zuckerberg que controla a famosa rede social Facebook. De acordo com a Reuters, a queixa deverá dar entrada nos tribunais na próxima semana, após uma investigação, liderada pelo Estado de Nova Iorque, a possíveis violações de normas concorrenciais.

O objeto da queixa não é conhecido, mas, segundo as fontes citadas pela agência britânica, uma das alegações que poderá ser feita é a estratégia da Facebook em adquirir pequenas empresas que são potenciais rivais, o que inclui a compra do Instagram em 2012 e do Whatsapp em 2014.

Ora, na última que vez Mark Zuckerberg esteve no congresso norte-americana, o fundador e presidente executivo da Facebook já tinha explicado que essas compras estratégicas não visavam eliminar a concorrência, mas apoiar o crescimento de empresas que considerava pequenas e irrelevantes, mas com potencial.

Facto é que a Facebook, a part da Amazon, Apple e Google, é uma das gigantes norte-americanas que está, desde 2019, a ser investigada pelo Departamento de Justiça e pela Federal Trade Commission (autoridade para concorrência nos EUA).

A concretizar-se a queixa judicial dos mais de 40 Estados norte-americanos, a Facebook será a segunda gigante tecnológica norte-americana a ser processada, depois do Departamento de Justiça ter avançado com um processo sobre a Alphabet, empresa-mãe da Google.

Recomendadas

Empresa-mãe da Google sinaliza mais despedimentos num futuro próximo

Os resultados da Google no quarto trimestre chegaram com o alerta de que a empresa quer cortar na “estrutura de custos”, pouco tempo depois de a Google ter avançado com a informação de que vai despedir 12 mil trabalhadores.

Bill Gates prefere gastar o seu dinheiro em vacinas do que em viagem a Marte

Numa entrevista à BBC, o cofundador da Microsoft admitiu que preferia investir o seu dinheiro em vacinas para salvar vidas do que numa ida a Marte.

Apple é a única grande tecnológica que não fez despedimentos

A pesar de ter registado uma quebra nos lucros de 13,4% , a empresa tecnológica permanece se anunciar despedimentos
Comentários