Mercadona abre loja em Guimarães e prevê investimento de 150 milhões de euros em 2022

Em 2022, a Mercadona tem previsto abrir 10 novas lojas, e criar 650 empregos.

A Mercadona vai abrir uma loja em Guimarães, a 5 de abril, o primeiro de dez supermercados previstos para 2022, ano em que a empresa conta investir 150 milhões de euros em Portugal, e criar 650 novos empregos.

Em 2022 a Mercadona deve chegar a cinco novos distritos: Viseu, Leiria, Santarém, Setúbal e Lisboa.

Com a abertura da segunda loja em Guimarães a Mercadona passa a ter 30 lojas em Portugal.

A nova loja vai ficar localizada na Rua Eduardo Manuel de Almeida, n.º 530, na freguesia de Urgezes.

Mercadona prevê investimento de 150 milhões de euros

A Mercadona sublinha que para 2022 o investimento vai chegar aos 150 milhões de euros. Estão previstas 10 novas abertura e 650 novos emprego.

As ofertas de emprego estarão disponíveis em https://www.mercadona.pt/pt/emprego.

A empresa diz também que no longo prazo vai continuar “a otimizar a sua rede logística, com a perspetiva do início de construção de um Bloco Logístico em Almeirim (Santarém) que se juntará ao Bloco Logístico da Póvoa de Varzim (Porto), e cuja capacidade de armazenamento foi recentemente ampliada, representando um investimento adicional de 24,5 milhões de euros”.

Recomendadas

ALDI abre duas novas lojas em Vila Nova de Famalicão e na Lourinhã

O retalhista informa ainda sobre a oferta de um vale de cinco euros em loja ao longo da próxima quarta-feira, bem como uma planta de boas-vindas e saldos de abertura.

Uber Eats vai receber pedidos por voz na aplicação

“Queremos que as pessoas entrem na nossa aplicação durante todo o dia para vários produtos, ter serviço de canal de vendas para os parceiros e ser uma ferramenta de publicidade para eles”, disse o diretor da empresa ao JE.

Fundo dos CTT participa em investimento de 5,2 milhões da startup luso-americana Habit

O fundo de 5 milhões de euros TechTree, lançado pelo operador postal, investiu na ronda da Habit, depois de ter apostado nas empresas Kit-AR e na Sensefinity, ligadas à Realidade Aumentada e sensorização logística.
Comentários