Ministro dos Negócios Estrangeiros vai fazer visita de três dias a Cabo Verde

João Gomes Cravinho vai visitar as ilhas de São Vicente, Santo Antão e Santiago, entre segunda a quarta-feira, acompanhado pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Francisco André.

epa09873787 Minister of Foreign Affairs of Portugal, Joao Gomes Cravinho, arrives at a special meeting of NATO’s Ministers of Foreign Affairs on the Ukraine Crisis in Brussels, Belgium, 06 April 2022. NATO Ministers of Foreign Affairs will attend a working dinner on the evening of 06 April, and a second day of meetings on 07 April. EPA/OLIVIER HOSLET

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, chega na segunda-feira a Cabo Verde para uma visita oficial de três dias, que inclui encontros com o homólogo e também com o Presidente da República e primeiro-ministro cabo-verdiano.

De acordo com uma nota do ministério, hoje divulgada, João Gomes Cravinho vai visitar as ilhas de São Vicente, Santo Antão e Santiago, entre segunda a quarta-feira, acompanhado pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Francisco André.

A visita, que coincide com o Dia de África, tem como objetivo dar continuidade aos compromissos firmados em março passado na VI Cimeira Bilateral – que decorreu na Cidade da Praia, sob o lema “Parceiros Estratégicos na Recuperação Pós-Pandémica”.

Nesse âmbito, o chefe da diplomacia portuguesa terá encontros de cortesia no dia 25 de maio, Dia de África, na cidade da Praia, ilha de Santiago, com o Presidente da República, José Maria Neves, com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e com o presidente da Assembleia Nacional, Austelino Correia.

O ministro português reunir-se-á ainda com o seu homólogo Rui Figueiredo Soares, logo à chegada à cidade do Mindelo, na ilha de São Vicente (no dia 23), e também na cidade da Praia.

O dia 24 está reservado para a visita à Ilha de Santo Antão, onde se encontrará com autarcas locais.

“A cooperação entre Portugal e Cabo Verde é dinâmica, diversa e sustentada, abarcando projetos em vários setores, alguns dos quais figurarão na agenda destes três dias de deslocação, como é o caso da Educação, Língua, Cultura, Saúde, Ambiente, Agricultura e Economia”, destaca o comunicado

De acordo com a tutela, a celebração do Dia de África em Cabo Verde e a visita a três das dez ilhas do país é um “sinal claro da excelência e da abrangência das relações, tanto no plano institucional como entre povos, as quais Portugal e Cabo Verde estão empenhados em aprofundar”.

Relacionadas

Banco da CGD em Cabo Verde com lucros de 13 milhões em 2021

O Banco Comercial do Atlântico (BCA), o maior de Cabo Verde, detido pelo grupo Caixa Geral de Depósitos, registou lucros de 13 milhões de euros em 2021, o segundo melhor resultado de sempre.

Dia da Língua Portuguesa assinalado em 52 países

O Dia Mundial da Língua Portuguesa, que esta quinta-feira se assinala “pelos quatro cantos do mundo”, é “uma oportunidade para inscrever a língua portuguesa nas diversas agendas globais” e afirmar “a sua importância estratégica”, sublinhou João Gomes Cravinho.
Recomendadas

Cabo Verde quer cortar perdas de eletricidade na rede pública em 5,5 pontos em 2023

O Banco Europeu de Investimento vai financiar com 110 milhões de escudos (um milhão de euros) um programa para reduzir em 5,5 pontos percentuais as perdas de eletricidade na rede pública de distribuição em Cabo Verde em 2023, segundo o Governo.

CPLP: presidente da Guiné Equatorial à frente das contagens com 99,7% dos votos

A oposição denúncias fraude em massa e o único partido da oposição recusa reconhecer a vitória do líder octogenário, Teodoro Obiang. Há um mês, a CPLP congratulava-se com a integração do país como “Estado de pleno direito”.

Cabo Verde. Presidente assinala primeiro ano de mandato com críticas à crispação e avisos ao Governo

O Presidente da República cabo-verdiana, José Maria Neves, criticou hoje a “crispação” que permanece na política nacional, alertou que os tempos atuais “exigem consensos” e avisou que não é oposição, mas também não é “claque” do Governo.
Comentários