“MotoGP? Temos abordagens de outras equipas para ter uma presença mais forte”, garante administrador da OLI

“Temos dois anos de contrato com a Gresini Racing. Após este sucesso inicial, penso que a Gresini terá propostas mais fortes para estar na carnagem das motos mas o contrário também é verdade. Temos tido abordagens de outras equipas para ter uma presença mais forte”, destacou António Ricardo Oliveira, administrador da marca portuguesa que está na MotoGP.

A internacionalização das marcas faz-se de diversas formas mas patrocinar uma equipa do Mundial de MotoGP é talvez das mais ousadas.

Na última edição do “Jogo Económico” viajamos a bordo da Gresini Racing, uma das equipas em maior destaque no Mundial de MotoGP desta temporada, e de uma marca portuguesa com 68 anos de história que a patrocina. António Ricardo Oliveira, administrador da OLI, foi o convidado desta edição.

“Temos dois anos de contrato com a Gresini Racing. Após este sucesso inicial, penso que a Gresini terá propostas mais fortes para estar na carnagem das motos mas o contrário também é verdade. Temos tido abordagens de outras equipas para ter uma presença mais forte”, destacou António Ricardo Oliveira, administrador da marca portuguesa.

Relacionadas

De Aveiro para o mundo: uma marca portuguesa no Mundial de MotoGP. Veja o “Jogo Económico”

Nesta edição do “Jogo Económico” viajamos a bordo da Gresini Racing, uma das equipas em maior destaque no Mundial de MotoGP desta temporada, e de uma marca portuguesa com 68 anos de história que a patrocina.
Recomendadas

Portugal goleia França por 8-2 e lidera Liga Europeia de futebol de praia

A seleção portuguesa de futebol de praia goleou hoje a congénere francesa, por 8-2, na segunda jornada do grupo A da Liga Europeia da especialidade.

Wimbledon: Nadal bate Sonego e apura-se para os oitavos de final

O tenista espanhol Rafael Nadal, número quatro mundial e recordista de ‘Grand Slams’, apurou-se hoje para os oitavos de final de Wimbledon, o terceiro ‘major’ da temporada, ao eliminar o italiano Lorenzo Sonego em três ‘sets’.

Félix da Costa foi segundo em Marraquexe na Fórmula E

O piloto português António Félix da Costa (DS Techeetah) foi hoje segundo classificado na 10.ª prova do Mundial de Fórmula E, para carros elétricos, disputada em Marraquexe, Marrocos.
Comentários