Musk processado em 258 mil milhões por alegado esquema de pirâmide de Dogecoin

Musk, a empresa de carros elétricos Tesla e a empresa de turismo espacial SpaceX são acusadas de extorsão por venderem a Dogecoin e aumentarem o seu preço propositadamente.

Elon Musk foi processado em 258 mil milhões de dólares (245,33 mil milhões de euros) pelo investidor de Dogecoin Keith Johnson, que acusa o multimilionário norte-americano de ter gerido um esquema em pirâmide para influenciar aquela criptomoeda, segundo a “Reuters”.

A queixa contra Musk foi apresentada no tribunal federal de Manhattan, Nova Iorque.

Musk, a empresa de carros elétricos Tesla e a empresa de turismo espacial SpaceX são acusadas de extorsão por venderem a Dogecoin e aumentarem o seu preço propositadamente.

“Os arguidos estavam conscientes desde 2019 de que a Dogecoin ainda não tinha valor algum (…)”, consta da queixa, na qual é ainda referido que “Musk usou o seu pedestal como o homem mais rico do mundo para operar e manipular o Esquema da Pirâmide Dogecoin para obter lucro, exposição e diversão”,

A queixa também agrega comentários de Warren Buffett, Bill Gates e outros que questionam o valor da moeda criptográfica.

De acordo com a “Reuters”, a Tesla, a SpaceX e um advogado de Musk ainda não responderam a um pedido de comentário.

Sabe-se que Johnson pretende garantir 86 mil milhões de dólares por danos, representando o declínio no valor de mercado do Dogecoin desde maio do ano passado, além de querer que este valor triplique.

Recomendadas

Autoridades realizam buscas em empresa de Mário Ferreira

Em causa estão suspeitas de fraude fiscal e branqueamento no negócio de compra e venda do navio Atlântida.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Mário Ferreira diz que empréstimo do Banco de Fomento à Pluris tem juro até 9,5%

O Banco Português do Fomento (BPF) aprovou a candidatura de 12 empresas ao Programa de Recapitalização Estratégica do Fundo de Capitalização e Resiliência (FdCR) no valor de 76,7 milhões de euros. Dos quase 77 milhões de euros, 40 milhões foram aprovados para a Pluris. 
Comentários