Navigator distribui 11 milhões em prémios a colaboradores

A Navigator vai distribuir 11 milhões de euros em prémios de desempenho aos seus colaboradores. Nos últimos 10 anos a empresa distribuiu 86 milhões de euros aos trabalhadores, revela a empresa de pasta e papel em comunicado.

A The Navigator Company vai distribuir 11 milhões de euros em prémios de desempenho aos seus colaboradores. Nos últimos 10 anos a empresa distribuiu 86 milhões de euros aos trabalhadores, revela a empresa de pasta e papel em comunicado.

“Em média, nos últimos 10 anos, incluindo 2019 e 2020 – em que as condições de mercado não permitiram que a rentabilidade da Empresa proporcionasse prémios de performance idênticos aos dos anos anteriores –, a Empresa já distribuiu mais de 86 milhões de euros em prémios, correspondente a 1,87 salários”, refere a Navigator.

“Com esta medida, a Empresa dá continuidade à longa tradição de reconhecimento do esforço, compromisso e performance da sua equipa”, explica a companhia.

Se segundo o comunicado, “a preocupação em valorizar os seus colaboradores levou também à instituição de um prémio de produtividade trimestral que, no conjunto do ano, pode situar-se entre 80% a 120% de uma remuneração base mensal – em função das metas previamente acordadas -, a somar à implementação do Novo Plano de Carreiras que revalorizou em 2022, em média, mais de 60 euros/mês o salário mensal de 826 dos cerca de 1.700 colaboradores”.

A Navigator atribui ainda um pacote de regalias que representa um investimento médio anual de 1.815 euros por pessoa, num total de 7 milhões de euros. Destes fazem parte o Seguro de Saúde, que abrange tanto os trabalhadores, como os agregados familiares; o Seguro de Vida, que inclui cobertura de morte e invalidez total e permanente; o complemento de doença adicional ao subsídio concedido pela Segurança Social e Fundo de Pensões; o Apoio Escolar, que se materializa através de subsídios para infantários, subsídios de apoio escolar e subsídios para filhos com necessidades especiais e Bolsas de Estudo.

“A preocupação em valorizar os seus colaboradores levou a Navigator a criar, também, o Plano Jovens Quadros. Trata-se de um projeto dedicado aos colaboradores mais novos que tem como objetivo explicar quais as etapas de evolução de carreira nos primeiros quatro anos na Empresa, permitindo dar resposta às diversas necessidades individuais”, detalha a empresa.

Atualmente a remuneração média bruta regular dos Técnicos Operacionais na The Navigator Company é de 1.517 euros mensais, situando-se 29,3% acima da remuneração bruta regular média do setor privado em Portugal, que é de 1.173 euros mensais. No entanto, se forem considerados os prémios de desempenho (equivalentes a 1,87 salários/ano) e o pacote de regalias (1.815 euros), cada um dos trabalhadores é compensado com 17,4 salários por ano, segundo dados da própria empresa.

A empresa liderada por António Redondo diz que “além da valorização do rendimento e da carreira dos seus trabalhadores, a The Navigator Company reforçou também a aposta na formação”. Em 2021, o plano de formação contemplou um total de 744 cursos com execução até ao final do primeiro trimestre de 2022. “Perante o contexto atual decorrente da pandemia por Covid-19, a Empresa tem potenciado a sua oferta formativa em formatos online (tais como o e-learning e através de webinars), disponíveis através do portal do Learning Center”, refere.

A Navigator dá conta que foi registada, por parte dos colaboradores, uma maior adesão às formações em regime de self-learning, tendo aumentado a procura dos webinars de inscrição voluntária – que contou com 1.438 participantes –, assim como dos mais de 600 cursos disponíveis em formato de e-learning, que registaram um total de 7.433 participações. No total, contabilizou-se, em 2021, mais de 136 mil horas de formação.

“É o nosso propósito que norteia as nossas decisões. Para a The Navigator Company “são as pessoas, a sua qualidade de vida e o futuro do planeta que nos inspiram e nos movem” e, por isso, diariamente, vamos, como sempre fizemos, continuar a trabalhar para contribuir para um futuro coletivo melhor”, conclui a Navigator.

Recomendadas

Moody’s coloca em revisão para melhoria o rating das obrigações hipotecárias cobertas do Novobanco

A classificação de hoje da Moody’s é colocada em revisão para atualização. Esta revisão está sujeita ao esclarecimento do emitente sobre o compromisso de sobrecolateralização na sequência da implementação da nova lei portuguesa de obrigações cobertas, que entra em vigor em julho, e que elimina qualquer requisito de sobrecolateralização para futuras emissões ao abrigo da nova lei.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Assista esta quinta-feira à JE Talks: Eficiência Energética

O Jornal Económico dinamiza esta quinta-feira uma conversa sobre as metas em torno da eficiência energética e quais os próximos passos que o tecido empresarial deve tomar. Assista a esta JE Talks moderada pelo jornalista José Carlos Lourinho a partir das 15h00.
Comentários