OE2020: Chega diz que propostas que apresenta são “enquadráveis” nas previsões do Governo

O deputado único do Chega, André Ventura, propõe ao Governo que ‘trave’ o englobamento fiscal e avance com o subsídio de risco para as forças de segurança e o subsídio de alojamento para os professores.

Mário Cruz/Lusa

O Chega afirmou esta terça-feira que as propostas que apresentou para o Orçamento do Estado para 2020 (OE 2020) são “perfeitamente enquadráveis” nas previsões do Governo para o próximo ano. O deputado único do Chega, André Ventura, propõe ao Governo que ‘trave’ o englobamento fiscal e avance com o subsídio de risco para as forças de segurança e o subsídio de alojamento para os professores.

“Temos três aspetos que consideramos fundamentais. Primeiro, que o englobamento fiscal não avance, ou seja, que os proprietários não paguem mais impostos do que aqueles que já pagam. Segundo, o subsídio de risco das forças de segurança tem de ser efetivamente pago e disponibilizado e, terceiro, tem de ficar consagrado o subsídio de alojamento para os professores, que tantas dificuldades têm sentido”, disse André Ventura, após ter conhecido as linhas gerais da proposta do OE 2020, que incluem o cenário macroeconómico e as respetivas previsões.

André Ventura diz que o Chega aproveitou também a reunião para deixar um alerta sobre os profissionais de saúde e do défice do Serviço Nacional de Saúde (SNS). “São matérias que, não só estão a prejudicar gravemente o funcionamento dos serviços públicos, como estão a criar dificuldades à vida das pessoas”.

“Todas as medidas que propomos estão abaixo da perspetiva de crescimento que o Governo prevê para a economia. Mesmo continuando na trajetória de reduzir a dívida, são perfeitamente enquadráveis neste orçamento, assim o Governo possa querer contar com o voto do Chega e melhorar a vida dos portugueses”, sublinhou André Ventura.

O deputado único do Chega acrescentou ainda que não tem ainda definido um sentido de voto face ao OE 2020 e que “sempre disse que a aprovação ou não aprovação de documentos fundamentais do Estado, como é o caso do Orçamento do Estado tem apenas a ver com isto: se melhora ou não a vida dos portugueses”. “É a vida dos portugueses que está em causa”, concluiu.

Recomendadas

João Cotrim de Figueiredo no regresso do Clube dos Pensadores

Líder do Iniciativa Liberal está no Porto para o regresso do Clube dos Pensadores, um grupo de debate enraizado na sociedade civil por onde já passaram quase todos os líderes políticos nacionais.

Ministro da Saúde quer reinício das negociações com sindicatos ainda em outubro

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, disse hoje em Coimbra que o regresso às negociações com os sindicatos dos médicos e enfermeiros “de outubro não passará”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.
Comentários