OE2020: Conselho de Finanças Públicas “endossa” previsões económicas do Governo

Organismo liderado por Nazaré da Costa Cabral explica que para 2020, comporta riscos descendentes, “tendo em conta a incerteza que persiste no panorama económico a nível internacional e a manutenção das tensões comerciais”.

Presidente do Conselho de Finanças Públicas, Nazaré Costa Cabral | Foto de Cristina Bernardo

O Conselho de Finanças Públicas (CFP) “endossa” as estimativas e previsões macroeconómicas da proposta do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), entregue esta segunda-feira no Parlamento.

“Para 2020, o perfil de manutenção do crescimento real considerado pelo MF [Ministério das Finanças] comporta riscos descendentes, tendo em conta a incerteza que persiste no panorama económico a nível internacional e a manutenção das tensões comerciais que têm sido prejudiciais para o crescimento dos principais parceiros comerciais de Portugal, aliados à vulnerabilidade da economia portuguesa a choques externos”, refere o organismo liderada por Nazaré da Costa Cabral, no parecer sobre a proposta do OE2020.

No cenário macroeconómico para o próximo ano, o Governo projeta um crescimento da economia de 1,9%, mantendo o ritmo de expansão previsto para este ano.

Para 2019, o CFP considera que “o cenário do MF afigura-se como o mais provável na evolução do PIB e da maior parte das suas componentes”.

Recomendadas

França a crescer em Portugal

Escassas duas semanas depois de termos celebrado os 200 anos da primeira Constituição portuguesa, assinada em 23 de setembro de 1822, é forçoso reconhecer que o liberalismo português que lhe deu origem se inspirou nas melhores ideias saídas da Revolução Francesa, por sua vez impregnada do Iluminismo de Voltaire, Montesquieu e Rousseau.

SIC: Alargamento da dedução dos juros da habitação em sede de IRS poderá abranger mais de 660 mil famílias

Segundo a SIC Notícias, se a medida for incluída no Orçamento do próximo ano, como se espera, poderá abranger mais de 660 mil famílias. 

OE2023: PAN critica “rumo de desvalorização salarial” da função pública

A porta-voz do PAN criticou hoje a proposta de aumentos salariais para a função pública, apontando um “rumo de desvalorização salarial” e alertando que os funcionários públicos “viverão com menos recursos” no próximo ano.
Comentários