PCP defende realização de eleições legislativas o mais rápido possível

O líder do PCP disse que mesmo após o chumbo do Orçamento os “problemas dos trabalhadores e do povo continuam presentes”, e defendeu que a marcação das eleições legislativas antecipadas não deveria passar de 16 de janeiro.

Flickr/Festa do Avante

O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou que após o chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) poderia ter-se optado por não dissolver a Assembleia da República e convocar eleições legislativas, em declarações à comunicação social, após a audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Mas avançando o cenário de eleições legislativas antecipadas Jerónimo de Sousa afirmou que estas se devem realizar o “mais rápido possível”.

Jerónimo de Sousa referiu que a marcação das eleições legislativas não deveria passar de 16 de janeiro.

O líder do PCP referiu que mesmo após o chumbo do Orçamento os “problemas dos trabalhadores e do povo continuam presentes”.

Jerónimo de Sousa referiu que não vai existir resposta à pobreza enquanto “não se resolver” assuntos como os salários e a habitação, que reforçou que estas matérias “não foram resolvidos”.

O líder do PCP disse também que em determinadas matérias de fundo justifica-se a convergência com o PS.

Jerónimo de Sousa sublinhou que convocando-se eleições antecipadas será o líder do PCP.

Recomendadas

José Luís Carneiro, das comunidades portuguesas no estrangeiro à Administração Interna

José Luís Carneiro é o novo ministro da Administração Interna e regressa a um ministério no qual já desempenhou o cargo de assessor entre 1999 e 2000. O antigo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas tem uma forte ligação ao poder local.

PS conquista dois mandatos do círculo da Europa e reforça maioria absoluta para 120 deputados

Depois de na primeira votação, a 30 de janeiro, PS e PSD terem conquistado um mandato cada um no círculo da Europa, na repetição da votação, o PS acabou por eleger o cabeça-de-lista pelo círculo, Paulo Pisco, mas também o segundo nome na lista, Nathalie de Oliveira.
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Legislativas: Governo diz que votaram 152 emigrantes no fim de semana

Segundo o Governo “esse número representa um acréscimo de 31% face aos 116 cidadãos que exerceram o seu direito de voto presencial” a 30 de janeiro.
Comentários