PremiumPLMJ apoia empresa norte-americana em negócio ligado ao marketing digital

Velocidi tem um centro de tecnologia no Porto e o CEO, Paulo Cunha, é português.

A sociedade de advogados PLMJ revelou esta quinta-feira que assessorou juridicamente a tecnológica norte-americana Kevel na compra da empresa de marketing digital Velocidi, que tem um centro tecnológico no Porto e CEO português, Paulo Cunha. A dupla de empresas considera-se “gémeos separados à nascença”.

A aquisição – que implicou a transferência de um estabelecimento comercial nos Estados Unidos e da startup portuguesa do grupo, a Shiftforward – contou com o apoio de uma equipa multidisciplinar da PLMJ, envolvendo as áreas de Tecnologia, Media e Telecomunicações, liderada pelo sócio coordenador Pedro Lomba, Marta Salgado Areias (associada sénior) da mesma área e o associado Vasco Granate, de Propriedade Intelectual. Do departamento de Corporate M&A esteve envolvido o sócio Filipe Avides Moreira e o associado coordenador João Regadas. Na área de Laboral, participou o sócio José Pedro Anacoreta e na de Fiscal, o associado coordenador Dinis Tracana.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Legalworks assessora produtora Sagesse nas gravações de “Velocidade Furiosa 10” em Portugal

O escritório fundado por Rui Gomes da Silva foi responsável pela elaboração e adequação dos contratos que acompanharam a produção, nomeadamente as negociações com a Norscut, no âmbito da utilização da A24.

Advogados de Julian Assange acusam CIA de espionagem e processam agência

Os advogados de defesa do fundados do WikiLeaks alegam que a agência gravou conversas e copiou dados dos telefones e computadores de Assange.

Morais Leitão e Garrigues assessoram compra do Lx Factory

A sociedade de advogados da Rua Castilho apoiou a ‘joint venture’ constituída pela Europi e pela Arié Investimentos e o escritório ibérico esteve ao lado da Keys.
Comentários