Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.

O relatório da Direção Geral de Saúde (DGS), divulgado esta sexta-feira, indica que na última semana Portugal acumulou mais 18.315 infeções por Covid-19 e 37 mortes. Nos últimos sete dias, houve assim mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.

A incidência do vírus SARS-CoV-2 em Portugal é agora de 178 casos por 100 mil habitantes (mais 13%) e o risco de transmissibilidade (Rt) fixa-se nos 1,02. A taxa de mortalidade, que mostra o número de óbitos observados em sete dias por um milhão de habitantes, é de 4 (0%).

Quanto à pressão nos hospitais, a DGS revela que se contabilizaram 1.422 internamentos (menos 24) por diagnóstico de Covid-19, entre os quais 27 em unidades de cuidados intensivos.

Por regiões, no Norte a DGS registou 6.031 pessoas com Covid-19, mais 620 do que na semana passada, no Centro 3.437 (mais 81 nos últimos sete dias), 6.048 em Lisboa (mais 870), 653 no Alentejo (mais 19) e 1.115 no Algarve (mais 465). Nos Açores detetaram 299 casos, menos 130 e 3.507 na Madeira (mais 162).

Relativamente aos óbitos, nos últimos sete dias, o Norte registou 16 (mais doze face à semana anterior), o Centro detetou oito mortes (menos quatro), oito em Lisboa (menos 10), dois no Alentejo (mais dois), dois no Algarve (menos um).

O grupo etário que mais casos acumulou nos últimos sete dias foi a faixa etária entre os 50 e 59 anos que contabilizou 2.936 casos, mais 397 do que na semana passada.

Recomendadas

SIC: Alargamento da dedução dos juros da habitação em sede de IRS poderá abranger mais de 660 mil famílias

Segundo a SIC Notícias, se a medida for incluída no Orçamento do próximo ano, como se espera, poderá abranger mais de 660 mil famílias. 

OE2023: PAN critica “rumo de desvalorização salarial” da função pública

A porta-voz do PAN criticou hoje a proposta de aumentos salariais para a função pública, apontando um “rumo de desvalorização salarial” e alertando que os funcionários públicos “viverão com menos recursos” no próximo ano.

OE2023: Iniciativa Liberal vai insistir no desagravamento de vários impostos

O líder da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje, em Coimbra, que o partido vai apresentar cerca de uma dúzia de propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2023, que visam o desagravamento de vários impostos.
Comentários