Preços das casas subiram 9,9% no terceiro trimestre

Valor representa um crescimento de 3,3 pontos percentuais (p.p) face ao trimestre anterior. Preços da habitação nova com aumento de 9,5%.

Cristina Bernardo

Os preços das em Portugal registaram um aumento homólogo de 9,9% no terceiro trimestre de 2021, o que representou também um crescimento de 3,3 pontos percentuais (p.p) face ao trimestre anterior, segundo os dados do Índice de Preços da Habitação (IPHah) divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quinta-feira, 23 de dezembro.

Os preços da habitação nova tiveram também um aumento de 9,5%. No terceiro trimestre de 2021, foram transacionadas 56.464 habitações, mais 25,1% face ao mesmo período de 2020. Neste trimestre, observaram-se taxas de variação semelhantes nos diferentes meses, as quais variaram entre 26,8% em julho e os 23,9% em setembro.

Do total das transações, 47.878 corresponderam a habitações existentes, o que representou um aumento de 27,3% em termos homólogos. Nas habitações novas o aumento do número de transações foi de 14,2%, num total de 8.586 unidades.

Em termos do valor das habitações transacionadas registaram-se 9,4 mil milhões de euros no trimestre em análise, mais 38,7% por comparação com o mesmo período de 2020. Por meses, as taxas de variação foram 39,5%, 36,4% e 39,8% entre julho e setembro.

No trimestre em análise,observou-se uma variação homóloga de 43,3% no valor das transações das habitações existentes, para 7,5 mil milhões de euros e um aumento de 22,5% no valor das habitações novas, somando 1,8 mil milhões de euros.

A nível regional, foram transacionadas 18.250 habitações na Área Metropolitana de Lisboa (AML) e 15.994 na região Norte que em conjunto representaram 60,6% do total das transações. No Algarve contabilizaram-se 4.623 transações, ou seja, 8,2% do total, traduzindo-se num aumento de 0,9 p.p. face ao período homólogo. O Alentejo e a Região Autónoma dos Açores, com 4.067 e 879 transações, respetivamente, aumentaram as respetivas quotas regionais em 0,1 p.p., para 7,2% e 1,6%, pela mesma ordem.

No trimestre em análise, o valor das habitações transacionadas na Área Metropolitana de Lisboa fixou-se nos 4,2 mil milhões de euros, 44,6% do total, traduzindo-se num acréscimo homólogo de 1,2 p.p.. No Norte e Centro as habitações transacionadas somaram 2,2 mil milhões de euros e 1,2 mil milhões de euros, respetivamente, aos quais corresponderam pesos relativos de 23,4% e 13,0%, pela mesma ordem.

O Algarve com um total de 1,1 mil milhões de euros, registou um aumento de 1,1 p.p., perfazendo 11,8%. No Alentejo, as habitações transacionadas totalizaram 401 milhões de euros, representando 4,3% do total (-0,2 p.p. em termos homólogos). Na Região Autónoma dos Açores, o valor das habitaçõestransacionadas fixou-se nos 99 milhões de euros, 1,1% do total, sendo que na Região Autónoma da Madeira ascendeu a 172 milhões de euros, correspondendo a um peso relativo de 1,8%.

Recomendadas

Just a Change está a angariar fundos para reabilitar casas em Portugal

O objetivo passa não apenas por melhorar as condições habitacionais, mas também gerar impacto em áreas como a saúde, segurança, conforto e bem-estar.

Declaração anual de rendas passa a ser entregue apenas por via eletrónica

A declaração anual de rendas, apresentada pelos senhorios que não passam recibos eletrónicos, vai deixar de poder ser entregue em papel, passando a ser entregue apenas por via eletrónica, segundo um despacho agora publicado.

Larfa Properties investe 77 milhões para dar uma nova vida ao complexo do Convento do Beato

Deste investimento global – que integra a reabilitação do edifício do Convento do Beato – há 50 milhões de euros que se destinam à requalificação do Beato Quarter, um projeto residencial de elevada qualidade que visa aumentar a oferta habitacional nesta área emergente da capital, anuncia a empresa.
Comentários