PremiumPropostas não vinculativas pela Brisa são esperadas até 19 de dezembro

O grupo José de Mello e o fundo Arcus, que controlam a maioria do capital, colocaram à venda 80% da empresa (40% cada um).

Os bancos de investimento mandatados pelos acionistas, grupo José de Mello e fundo Arcus, esperam receber as propostas não vinculativas (non-binding offers) para a compra dos dois lotes de 40% da Brisa, até dia 19 de dezembro, sabe o Jornal Económico. A venda de 80% da empresa pode render mais de 2,2 mil milhões de euros, sendo o negócio mais relevante no mercado português atualmente.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Sindicatos culpam Montepio por impasse nas negociações salariais

A “responsabilidade deste impasse” na negociação salarial “é inteiramente do Montepio Geral”, afirmam o SNQTB e o SIB, que propuseram uma atualização salarial, das pensões e cláusulas de expressão pecuniária de 1,3% para 2021 e 5,5% para 2022.

Governo e ANA vão ter negociar novo aeroporto já no início de 2023, estima chairman da ANA

No final deste ano ou início do próximo a atividade do aeroporto de Lisboa vai atingir níveis que obrigam o Governo a negociar com a ANA a construção de um nova infra-estrutura aeroportuária.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.
Comentários