PSD acusa PS de incompetência e pede aos socialistas que se rendam à evidência

O PSD criticou as propostas da oposição para a baixa do IVA, e considerou que Cafôfo é uma mediocridade partidária.

O PSD acusou o PS de incompetência, durante a discussão do Orçamento Regional da Madeira e do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR), que se iniciou esta terça-feira, na Assembleia Legislativa da Madeira. Os sociais democratas referem que “ainda bem” que este não é o orçamento dos socialista.

O deputado do PSD, Carlos Rodrigues, disse que o PS critica as linhas de apoio que têm sido anunciadas pelo executivo madeirense, mas que a “linha milagrosa do PS”, que foi apresentada em outubro, os mesmos socialistas admitiram que poderia ser retificada em sede de especialidade na Assembleia Regional.

O social democrata abordou ainda a reivindicação do JPP de baixar o IVA em 1%. Carlos Rodrigues diz que essa descida de 1%, para uma empresa que atinja os cinco milhões de euros, representa 35 euros mensais.

“Isso significa 0,7% no aumento da liquidez das empresas”, reforçou.

“É muito frustrante debater redução do IVA, quando as pessoas não sabem como se calcula o IVA”, disse Carlos Rodrigues, e lembrou que o IVA é a diferença entre o dedutível e o liquidado.

PSD diz a Cafôfo para pedir desculpa

Já Jaime Filipe Ramos, deputado do PSD, acusou o PS de estar a gozar com o trabalho que tem sido feito pelo executivo madeirense.

O social democrata considerou que Paulo Cafôfo, deputado do PS, “tem de pedir desculpa”, e que o “melhor trabalho que pode fazer é render-se à evidência”.

O deputado do PSD disse que Cafôfo é uma “mediocridade partidária”. O social democrata elogiou o executivo madeirense pelo desagravamento fiscal previsto no Orçamento Regional.

Recomendadas

Comprar presentes de Natal a crédito é uma boa opção? Saiba aqui

É fácil comprar usando o cartão de crédito ou contratando um crédito. No caso do empréstimo pessoal, este crédito é chamado de fácil aprovação, mas não é barato.

Reputação!

Num mundo que todos dizem pretender agregar, ainda que alguns o façam pela lei da força, a Union Jack apostou no afastamento! Se o Reino Unido fosse submetido a uma página de feedback do Amazon ou do Aliexpress, receberia 1 estrela, por engano ao cliente e principalmente por mentira “in House”.

Funchal: PAN critica “tiques de absolutismo” de PSD e CDS-PP

O partido diz que o Orçamento Municipal do Funchal, que foi aprovado na Assembleia Municipal, permite concluir que estamos perante uma vereação “sem rasgo, sem ideias, conduzida por um presidente de Câmara, Pedro Calado, cuja capacidade de resolução de problemas já é considerada, por um número crescente e cada vez maior de habitantes do Funchal, como uma desilusão”.
Comentários