Quais são os melhores blogs de viagens de Portugal?

Os prémios Momondo estreiam-se em Portugal reconhecendo o peso do mercado, assim como a qualidade dos nossos “influenciadores digitais”.

O concurso Open World Awards nasceu como forma de reconhecer os bloggers de viagens que vão de encontro à visão da momondo, visando, explica Fábio Pereira, country manager da momondo para Portugal, ao Jornal Económico, “celebrar o talento na área da escrita, fotografia e videografia de viagens em Portugal”. Em seu entender, importa destacar estas plataformas e contribuir para o seu desenvolvimento, pois, tal como o próprio motor de busca de viagens dinamarquês pertencem ao mundo digital, e “ajudam a criar um mundo mais aberto, mais interligado e partilhado”, salienta.

Esta é a primeira edição dos Open World Awards, e a momondo escolheu realizá-la em Portugal reconhecendo a importância do mercado português e a evolução da quantidade e qualidade do que é produzido em matéria de blogs de viagens. “Os bloggers de viagem portugueses estão a surgir, crescer e evoluir muito rapidamente. De entre as mais de 250 candidaturas vimos um pouco de tudo. No entanto, a alta qualidade quer de conteúdos escritos, quer das fotografias, vídeos, as próprias experiências partilhadas, e o incentivo e inspiração para as viagens dos seus leitores é algo que temos visto em muitos dos blogues nacionais”, salienta Fábio Pereira.

Este motor de busca de viagens, independente e gratuito, está em Portugal desde 2013 e hoje assume-se como uma das maiores marcas no mercado das viagens no nosso país. Quanto a resultados, Fábio Pereira assegura que “não podiam ser mais positivos e encorajadores”. Segundo o country manager, 40% dos portugueses já conhece a empresa e a aplicação móvel é também a mais conhecida em Portugal para comparação de voos e hotéis. “O nosso crescimento tem sido muito rápido: entre 2015 e 2016 duplicámos as receitas e entre 2014 e 2016 vimos um crescimento de cerca de 300%”, reforça. A momondo acredita que este crescimento é sustentável: “cada vez mais portugueses conhecem as vantagens da comparação de preços (simplicidade, rapidez, transparência) e partilham as suas experiências com amigos e familiares, o que confirma a grande aceitação da marca e produto. Em 2017 queremos continuar a fortalecer a marca no país e a desenvolver produtos”, reforça o responsável.

E os vencedores são:

Categoria Open World

Focada em avaliar a inspiração que os bloggers passam ao seu público e de que forma os incentivam a viajar e a abrir o mundo, a categoria de Open World visava encontrar o blog que mais se assemelhasse à visão da marca.

Assim, escolhido por Fábio Pereira da momondo e tendo como prémio uma viagem pelo mundo no valor de 2.000€, e uma viagem à sede da momondo em Copenhaga, na Dinamarca, para uma formação em marketing digital, o grande vencedor da noite foi o Gabriel Mendes, do blog Uma Foto uma História! Segundo o Country Manager da momondo, “o projecto “Uma Foto, Uma História” é a perfeita representação das cinco formas de viajar da momondo. Viajar pode resumir-se a curtos momentos que nos marcam e nos mudam como pessoas. O Gabriel demonstra esses momentos com pequenas histórias que, aliadas a fotografias de grande poder comunicativo, contêm uma mensagem forte e que inspiram a viajar de forma diferente”.

Em segundo lugar, com uma viagem pelo mundo no valor de 1.000€, ficou o blog Viagens à Solta, de Paulo Azevedo e Sofia Cruz, tendo sido a escolha predilecta do público.

 

Categoria de Blog

Com um especial enfoque na qualidade e criatividade na escrita, o primeiro classificado desta categoria foi Filipe Gomes, do blog Alma de Viajante, que foi escolhido pela jurada Sandra Silva Costa. Filipe irá viajar até Copenhaga, na Dinamarca, onde terá uma formação exclusiva com especialistas de diversas áreas do marketing digital. Para Sandra, “os posts de viagens do Filipe Morato Gomes não são apenas um repositório de informação que facilmente encontraríamos na Internet – têm cor, e, mais importante ainda, têm gente dentro”.

Em segundo lugar, mostrando-se como a escolha do público, ficou o blog Viajar entre Viagens, de Carla Mota e Rui Pinto.

 

Categoria de Fotografia

A beleza de uma fotografia está nas emoções que causa nos outros e, tendo isso em consideração, António Luís Campos escolheu Carlos Ferro, de The World Backpacker, para primeiro classificado. Tal como os outros primeiros classificados, terá também oportunidade de realizar uma formação de marketing digital na Dinamarca. Segundo as palavras do jurado, “o blog The World Backpacker leva-nos a viajar através de uma fotografia límpida e apelativa, com uma estética e navegação fluidas, em que o design da página auxilia à leitura e compreensão da imagem”.

A escolha do público recaiu na instagramer Juliana Gomes, de @judemaria.

 

Categoria de Vídeo

Imagens, sons e histórias que arrepiem foram valorizadas na categoria de Vídeo, que teve como jurado Miguel Baptista. Assim, sagrou-se vencedor desta categoria o projeto HumanEyes de Guilherme Ribeiro que também viajará até a Dinamarca para uma formação em marketing digital. Na opinião de Miguel, “um bom vídeo, mais do que a construção técnica, tem que ter o poder de envolver e emocionar quem o vê. Acima de tudo tem que ter alma. Foram precisamente estas características que encontrei em Human Eyes”.

Já o público deixou-se fascinar pelos vídeos de La Vie En Rouge de Edgar Keats e Mafalda Santos.

 

Recomendadas

Como receber os 125 euros? O que são metadados? O que os portugueses mais pesquisaram no Google em 2022

Os internautas também mostraram curiosidade sobre o Mundial 2022, Putin, em que consiste o distúrbio de Bruce Willis ou que é aquamado, o método funerário mais amigo do ambiente que está a ser utilizado como alternativa à cremação.

Comissão por amortização antecipada no crédito à habitação: saiba o que é e como funciona

Se está à procura de alternativas será aconselhável pedir soluções ao seu banco, mas também consultar o mercado e avaliar ofertas alternativas.

O que é o spread no crédito à habitação e como saber se está adequado? Saiba aqui

Para quem contratou crédito à habitação há mais de dez anos é possível que esteja a pagar um spread elevado, se comparado com o atualmente praticado no mercado. Atualmente há ofertas bancárias com spreads abaixo de 1% no crédito à habitação, com bancos a oferecer spreads de 0,85%.
Comentários