Premium“Redudâncias” condicionam contabilistas

Num sector onde a digitalização acelerou nos últimos anos, os profissionais continuam a queixar-se de uma burocracia excessiva que os afasta das suas atividades nucleares. Atração e retenção de talento é outro dos principais desafios.

Vários obstáculos continuam a condicionar a prática dos contabilistas certificados, como a retenção de talento ou a burocracia vista como excessiva por muitos agentes do sector, o que se reveste de uma importância acrescida numa altura em que a área abraça desafios como a digitalização ou a assimilação dos critérios ambientais, sociais e de governança (ESG) nos reportes financeiros das empresas.

Estas foram algumas das ideias principais manifestadas pelos intervenientes na mesa redonda “Futuro da Contabilidade”, organizada esta segunda-feira pelo Jornal Económico com o apoio da PLMJ, e que contou com um discurso de abertura da bastonária da Ordem dos profissionais deste sector, Paula Franco.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumMira com investimento de 30 milhões para gestão da água

Compatibilizar valores e recursos naturais com o aproveitamento do potencial para a produção de hortofrutícola no Aproveitamento Hidroagrícola do Mira é o maior desafio da região, afirmou o secretário de Estado da Agricultura.

Gonçalo Moura Martins defende que empresas portuguesas precisam de escala

O CEO da construtora falava num painel de empresários constituído por António Pires de Lima, CEO da Brisa, Jorge Rebelo de Almeida, presidente do Grupo Vila Galé, e Francisco Cary, administrador da Caixa Geral de Depósitos, sobre o atual contexto de crise.

Odemira. Onde a água se transforma em alimentos

O final de julho foi palco de um conjunto de iniciativas organizadas pela Lusomorango – Organização de Produtores de Pequenos Frutos, com operação na região de Odemira, e o Centro de Estudos aplicados da Universidade Católica Portuguesa.
Comentários