Revista de imprensa internacional: as notícias que estão a marcar a atualidade global

China avisa Biden sobre interferência em Taiwan; Supremo Tribunal dos EUA desvaloriza críticas de Boris Johnson e Emmanuel Macron sobre a reversão da lei do aborto; Inflação em Espanha chegou aos 10,8% em julho, o ponto mais alto desde 1984

“Reuters” – Não brinquem “com o fogo”. China avisa Biden sobre interferência em Taiwan

O líder chinês Xi Jinping aconselhou o presidente dos Estados Unidos a recuar na questão de Taiwan e reforçou que se opõe à independência daquele país e à interferência externa. As declarações surgem após ser abordada a possibilidade de a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, visitar aquela ilha.

“Aqueles que brincam com o fogo, vão perecer com isso”, disse o ministério dos Negócios Estrangeiros da China, que citou Xi em palavras dirigidas a Biden. “Espera-se que os EUA tenham uma visão clara sobre isso.”

 

“The Guardian” – Supremo Tribunal dos EUA desvaloriza críticas de Boris Johnson e Emmanuel Macron, entre outros, sobre reversão da lei do aborto

O Juiz conservador Samuel Alito, do Supremo Tribunal de Justiça dos EUA, desvalorizou críticas de várias personalidades, um pouco por todo o mundo, sobre a reversão da lei do aborto, conhecida como Roe vs Wade, confirmada no passado mês de junho. Esta reversão passou a permitir que cada Estado possa decidir sobre a penalização do aborto.

Em declarações prestadas no dia de ontem, Alito desvalorizou as palavras de personalidades que se mostraram contra a decisão, tais como o primeiro-ministro britânico Boris Johnson, o presidente francês Emmanuel Macron, o primeiro-ministro canadiano Justin Trudeau e o Príncipe Harry, membro da família real britânica.

 

“El Mundo” – Inflação em Espanha chegou aos 10,8% em julho, o ponto mais alto desde 1984

A taxa de inflação em Espanha atingiu os 10,8% no mês de julho, batendo os 10,2% registados no último mês. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol, os preços estão “no seu nível mais alto desde setembro de 1984”. Uma subida que se deve essencialmente “à subida de preços nos alimentos e bebidas alcoólicas e da eletricidade e ao comportamento das roupas e do calçado, cujos preços estão a baixar menos do que no ano passado.”

O instituto destaca a evolução da taxa de inflação subjacente, que ignora bens energéticos e alimentares e “também aumentou seis décimas, para os 6,1%”. Apesar de serem ainda previsões, caso se confirmem, os números serão os mais elevados dos últimos quase 30 anos.

Recomendadas

Dívida cobrada pela Segurança Social atinge em 2021 valor mais baixo da década

O valor cobrado de dívida à Segurança Social foi de 434,2 milhões de euros em 2021, o mais baixo dos últimos dez anos. Ainda assim, a dívida líquida à Segurança Social conheceu uma redução de 17% face a 2020.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Produtores de queijo da Serra da Estrela prevêm aumento do preço do leite

A valorização do leite e do queijo de Denominação de Origem Protegida da Serra da Estrela é uma das consequências do incêndio que assolou gravemente aquela região.
Comentários