PremiumSeguradoras estão preparadas para impacto da crise

As companhias de seguros são as maiores gestoras de ativos do mundo, por isso os líderes da Fidelidade, Ageas, Tranquilidade e Liberty Europa estão mais preocupados com a forma como os investimentos serão feitos com o PRR do que com o impacto da crise nas companhias.

CEO das seguradoras Fidelidade, Tranquilidade, Ageas e Liberty

O Jornal Económico promoveu no passado dia 18 de maio a edição de 2022 do Fórum Sector Segurador, uma iniciativa que juntou responsáveis da maioria das seguradoras que operam em Portugal.

Em debate, no Pestana Palace Hotel, em Lisboa, estiveram temas como o futuro dos seguros de saúde, o desafio da sustentabilidade, as novas tendências no sector, os novos riscos que estão a emergir e desafios como a digitalização, a crise energética e a subida da inflação, entre outras. Recorde-se que as seguradoras são as maiores gestoras de ativos do mundo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Banco BAI viu lucros em Cabo Verde aumentarem 384% em 2021

O BAI Cabo Verde, participado também pela petrolífera Sonangol, registou um resultado líquido superior a 150,2 milhões de escudos (1,3 milhão de euros).

Banco de Fomento aprova candidaturas ao programa de recapitalização no valor de 77 milhões de euros

Estas são as primeiras operações ao abrigo do programa criado no contexto do Plano de Recuperação e Resiliência “para ajudar a reforçar o capital e a solvência de empresas viáveis”.

Miguel Raposo Alves é o novo CEO do angolano Millennium Atlântico

Além de Miguel Raposo Alves, que assume o cargo de presidente da comissão executiva, o banco passa a contar com Mauro Santos Neves enquanto administrador executivo e com José Carlos Burity na qualidade de administrador independente, não executivo.
Comentários