Premium“Sem medidas do Governo na água, está em causa o trabalho de duas décadas”

A Lusomorango quer continuar a crescer e a conquistar quota no mercado internacional, mas pede melhores condições de produção, especialmente na gestão dos recursos hídricos.

O sector português dos pequenos frutos continuou a crescer, apesar da pandemia, e espera manter a tendência, mesmo com a multiplicação de sinais adversos num negócio virado para a exportação.

Em entrevista ao Jornal Económico, Luís Pinheiro, presidente da Lusomorango, a maior organização portuguesa de produtores do sector das frutas e legumes, que se dedica à produção e comercialização de pequenos frutos, considera que os principais desafios se colocam internamente, a começar pela gestão da água.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.

Empresa aeronáutica prevê 6 milhões para começar a produzir aviões em Cabo Verde

“Venho elaborando este projeto já há dois anos, criei a empresa Aeronáutica Checo-Cabo-verdiana, empresa que irá produzir os aviões da Orlican e Air Craft Industries em Cabo Verde”, afirma Mónica Sofia Duarte.

BPI e FCT financiam 20 projetos e nove ideias para o desenvolvimento sustentável no Interior

A edição de 2022 do Programa Promove, uma iniciativa da Fundação “la Caixa”, em colaboração com o BPI e em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), concedeu apoios a fundo perdido de perto de 3,6 milhões a um total de 20 projetos e nove ideias destinados a impulsionar o desenvolvimento sustentável de regiões do interior de Portugal.
Comentários