Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta semana

Numa semana em que o INE vai divulgar os números finais do PIB para o segundo trimestre e em que a Mota-Engil apresenta as contas do primeiro semestre, o foco vai estar também virado para um conjunto de indicadores na Europa e nos EUA.

Segunda-feira, 29 de agosto

Evento em destaque: OCDE dá a conhecer dados sobre crescimento económico

A inflação elevada e a resposta dos bancos centrais para travar a escalada dos preços, através da subida das taxas de juro, está a fazer aumentar os receios em torno de uma possível recessão económica. O mercado mantém-se, assim, atento a dados que possam dar mais pistas sobre qual será o rumo da economia, tanto a nível europeu como também mundial. Pistas que podem ser dadas esta segunda-feira quando a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) apresentar os dados mais recentes sobre o crescimento do produto interno bruto.

Outros eventos em foco:

  • EUA: Índice empresarial de produção da Fed de Dallas

Terça-feira, 30 de agosto

Evento em destaque: Avaliação bancária na habitação em foco

O Instituto Nacional de Estatística (INE) vai divulgar a avaliação bancária na habitação, referente a julho, numa altura em que o mercado imobiliário continua em alta. Em junho, o valor das casas calculado pelos bancos na hora de conceder empréstimos para a aquisição de habitação registou o maior salto de sempre: disparou 27 euros para 1.407 euros por metro quadro, naquele que também é o registo mais elevado desde janeiro de 2011, quando começa a série do INE. A avaliação bancária acompanha, assim, aquele que tem sido o ritmo de valorização das casas nos últimos anos.

Outros eventos em foco:

  • INE: Inquéritos de conjuntura às empresas e aos consumidores para agosto
  • BdP: Indicador preliminar das viagens e turismo da balança de pagamentos para julho
  • Comissão Europeia: Indicador de Sentimento Económico e Indicador de Clima de Negócios

Quarta-feira, 31 de agosto

Evento em destaque: INE revela números sobre PIB nacional

O produto interno bruto (PIB) português cresceu 6,9% em termos homólogos no segundo trimestre deste ano, mas em cadeia contraiu 0,2%, de acordo com os dados preliminares que foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística no final de julho. A contração, em cadeia, deveu-se ao menor consumo privado e ao menor nível de investimento, em termos internos, o que não foi compensado pela aumento da procura externa líquida, em resultado da aceleração das exportações face às importações. Esta quarta-feira, o instituto irá divulgar os dados finais das contas nacionais trimestrais, podendo haver algum ajustamento à evolução da economia.

Outros eventos em foco:

  • INE: Estimativa rápida do índice de preços no consumidor para agosto
  • EUA: Produto interno bruto para junho
  • Alemanha: Taxa de desemprego para agosto

Quinta-feira, 1 de setembro 

Evento em destaque: Mota-Engil apresenta contas para o primeiro semestre

Depois de terem sido já várias as cotadas a apresentar as suas contas para o primeiro semestre, esta quinta-feira será a vez de a Mota-Engil revelar os seus resultados. No período homólogo, a construtora passou de prejuízos a lucros de oito milhões de euros, tendo verificado um volume de negócios de 1.138 milhões de euros, o que se traduziu num ligeiro decréscimo de 2% em relação ao primeiro semestre de 2020. Já o EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) cresceu 25%, atingindo 181 milhões de euros.

Outros eventos em foco:

  • BdP: Taxas de juro de novas operações de empréstimos e depósitos
  • INE: Índices de produção industrial para julho
  • Alemanha: Vendas a retalho para julho

Sexta-feira, 2 de setembro

Evento em destaque: Divulgados preços na produção industrial na zona euro

O Eurostat vai divulgar os preços na produção industrial referentes a julho. Será uma oportunidade para se avaliar o impacto da escalada de preços da energia nos produtores e até que ponto essa subida se pode vir a refletir, a prazo, nos preços no consumidor. Em junho, os preços na produção industrial registaram um aumento de 35,8% na zona euro e de 36,1% na União Europeia, quando comparados com o mesmo mês do ano anterior.

Outros eventos em foco:

  • Alemanha: Balança comercial para julho
  • EUA: Taxa de desemprego para agosto
Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.
Comentários