‘Tribunal’ do Livre vai investigar caso Joacine Katar Moreira

Este órgão pode propor uma “atuação disciplinar, se for caso disso” na abstenção de votação da deputada. Advogado Ricardo Sá Fernandes, membro do partido, vai ser o relator do parecer da comissão de ética do partido.

A Comissão de Ética e Arbitragem do Livre vai analisar o caso Joacine: a abstenção da deputada numa votação sobre o ataque de Israel a Faixa de Gaza na passada semana no Parlamento.

Este órgão poderá propor à direção do Livre uma “atuação disciplinar, se for caso disso”, segundo comunicado Conselho de Jurisdição (CJ) deste partido. O membro do partido, e advogado, Ricardo Sá Fernandes, vai ser o relator deste parecer.

Esta comissão vai elaborar um parecer tendo em vista “apurar os factos subjacentes ao conflito entre o Grupo de Contacto e deputada do Livre e o seu Gabinete”.

Depois, “esclarecer, à luz dos factos em causa, as dúvidas existentes quanto à forma de estabelecer o adequado relacionamento entre os órgãos do partido e os seus eleitos para cargos políticos”.

A Comissão de Ética vai depois “propor soluções para os problemas suscitados”, e “propor atuação disciplinar, se for caso disso”. Este parecer deve ser apresentado no prazo de oito dias.

A polémica teve início no dia 23 de novembro quando o grupo de contacto do Livre, a direção do partido que conta com 15 membros, divulga um comunicado a criticar a abstenção da deputada Joacine Katar Moreira na votação  – “condenação da nova agressão israelita a Gaza e da declaração da Administração Trump sobre os colonatos israelitas”.

A deputada veio depois a público dizer que não conseguiu contactar com o grupo de contacto do partido para saber o sentido de voto. Por sua vez, a direção do Livre argumentou que também não conseguiu entrar em contacto com o Livre.

A assembleia do Livre reuniu-se depois a 24 de novembro, onde emitiu um comunicado a assumir as “dificuldades de comunicação” entre direção e deputada, garantindo que os dois lados estavam a “trabalhar em conjunto para as resolver”.

A polémica agudizou esta semana quando o Público avançou que o partido falhou a entrega do seu projeto sobre a lei da nacionalidade, uma das bandeiras eleitorais do partido de esquerda.

Toda a polémica escalou quando o assessor da deputada, Rafael Esteves Martins, chamou um membro da GNR para tentar impedir que os jornalistas no Parlamento colocassem questões à deputada sobre a falha no prazo.

Joacine escoltada por segurança dentro do Parlamento

Joacine escoltada por segurança dentro do Parlamento

Relacionadas
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Fundador do Livre anuncia afastamento do partido

Um dos membros fundadores do Livre, Miguel Dias, anunciou terça-feira numa rede social o seu afastamento do partido da papoila, justificando a decisão com “uma questão de forma e de postura política” na qual deixou de se rever.

Joacine Katar Moreira exige “respeito” por parte dos jornalistas

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, exigiu hoje respeito por parte dos jornalistas, à saída da sessão plenária da Assembleia da República dedicada ao debate quinzenal com o primeiro-ministro.

“Não há outra forma”. Se pressão dos jornalistas continuar, assessor de Joacine volta a chamar segurança

Rafael Esteves Martins sublinhou que Joacine Katar-Moreira tem uma cultura de trabalho “de descanso, no sentido intelectual do termo” e que caso a pressão mediática continue vai voltar a pedir-se que os seguranças afastem os jornalistas porque “não haverá outra forma”. 

Caso Joacine: Ferro Rodrigues exige explicações à segurança do Parlamento

A secretaria-geral da Assembleia da República esclareceu hoje que os oficiais da guarda do palácio só podem acompanhar os deputados quando estiver em causa a sua segurança, na sequência do caso da aparente “escolta” da parlamentar do Livre.

Joacine: “Identifico-me com o Livre e o Livre identifica-se comigo”

A deputada do Livre nega que exista uma divergência programática entre si e os membros da direção do Livre, depois de vários dias de tensão.

Joacine escoltada por segurança dentro do Parlamento

Os jornalistas tentaram questionar a deputada acerca da tensão dentro do Livre, mas o seu assessor, Rafael Esteves Martins, e o segurança impediram quaisquer perguntas. “Larguem o osso”, disse o assessor de Joacine, referindo-se à deputada.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Santos Silva nega problema com o Qatar e assegura tranquilidade aos emigrantes (com áudio)

O presidente da Assembleia da República (AR), Augusto Santos Silva, assegurou hoje que não há qualquer problema de relacionamento entre Portugal e o Qatar, e salientou que todos os portugueses residentes naquele país asiático “podem estar tranquilos”.

Sindicatos dos médicos e Ministério da Saúde voltam hoje às negociações (com áudio)

Sindicatos dos médicos e Ministério da Saúde voltam hoje a reunir-se para uma segunda ronda de negociações, depois do encontro realizado em 09 de novembro que deu início formal a este processo.
Comentários