Turismo ajudou Algarve liderar o crescimento económico em 2015

Regiões Norte e Centro também tiveram um aumento no PIB superior à média nacional de 1,6%

A região do Algarve registou o maior crescimento económico em Portugal no ano passado. Segundo dados revelados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o Produto Interno Bruto (PIB) algarvio expandiu 2,7% em 2015, alavancado essencialmente pelo setor do turismo.

Nos resultados preliminares das Contas Regionais de 2015, também o Norte e Centro (ambos com 1,9%), registaram acréscimos reais do PIB superiores à média nacional de 1,6%.

O INE salientou que o forte crescimento nestas regiões do país foi suportado “decisivamente” no aumento do VAB (Valor Acrescentado Bruto) dos ramos do comércio, transportes, alojamento e restauração – sobretudo no caso do Algarve.

“O crescimento nas regiões Norte e Centro foi igualmente influenciado pelo crescimento do VAB da indústria e energia, ramo com especial relevância nestas regiões”, indica.

Em termos reais, todas as regiões registaram um aumento do PIB, “com exceção da Região Autónoma da Madeira, que apresentou um ligeiro decréscimo deste agregado” – cerca de 0,2%.

Embora abaixo da média nacional, a região do Alentejo teve um crescimento económico de 1,4%, enquanto a Área Metropolitana de Lisboa atingiu os 1,2%.

Após a expansão 1,6% no ano passado, a economia deverá crescer 1,2% em 2016, segundo o Governo.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Meco: Supremo Tribunal de Justiça aceita recurso da defesa das famílias das vítimas

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) aceitou o recurso de revista excecional da defesa das famílias das vítimas que morreram na praia do Meco, em 2013, após a Relação de Évora ter considerado em julho o recurso improcedente.

Bruxelas e autoridades de saúde alertam para “ameaça” da gripe, covid e vírus respiratório

A Comissão Europeia e autoridades europeias e mundiais de saúde alertaram hoje que a covid-19 “continua a ser uma ameaça” na Europa, pedindo atuação quando a época da gripe arranca “precocemente” e o vírus sincicial respiratório circula crescentemente.
Comentários