UC vai ter túnel térmico para investigar propagação de incêndios

Mais um instrumento ao serviço do combate aos incêndios.

Mais um instrumento ao serviço do combate aos incêndios. O Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais da Universidade de Coimbra, coordenado por Domingos Xavier Viegas, vai construir um túnel térmico destinado a investigar a propagação de incêndios de grandes proporções.

“A capacidade de gerar um escoamento do tipo de camada limite atmosférica, com gradientes verticais de temperatura e de velocidade permitirão estudar e caracterizar a interação entre o fogo e a atmosfera em condições muito diversas, mas que se podem encontrar em alguns grandes incêndios, e contribuir assim para uma melhor compreensão do seu desenvolvimento”, explica o também professor catedrático da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

O projeto, inovador cá e a nível internacional, conta com o apoio da REN na compra do equipamento.

O parceiro da UC neste projeto, é responsável pela gestão e limpeza de milhares de hectares. João Faria Conceição, administrador executivo da REN, diz que “é do interesse da empresa contribuir para a investigação e prevenção das florestas nacionais, aumentando a sua resiliência e permitindo um combate mais eficiente dos incêndios”.

O túnel deverá entrar em funcionamento dentro de alguns meses.

Recomendadas

Governo decide não renovar estado de alerta em território nacional

O ministro da Saúde justifica a decisão com “o elevado nível de vacinação na população portuguesa”.

Ameaça nuclear de Putin “deve ser levada a sério”, alerta analista

“Estamos a abordar uma situação considerada impensável. Uma nova realidade”, vincou Eugene Rumer, ex-oficial dos serviços de informações para a Rússia e Eurásia no Conselho de Inteligência Nacional dos Estados Unidos e diretor do programa Rússia e Eurásia do Carnegie Endowment Endowment for International Peace.

Covid-19: Índice de transmissão do vírus volta a subir para os 1,06 em Portugal

O índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-CoV-2 voltou a subir em Portugal para os 1,06 e todas as regiões estão com este indicador acima do limiar de 1, indicou hoje o Instituto Ricardo Jorge (INSA).
Comentários