Vieira da Silva sobre a Raríssimas: “Estou de consciência tranquila”

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social voltou a responder às questões sobre os testemunhos de gestão danosa da associação Raríssimas.

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social voltou a reforçar a ideia de que está de “consciência tranquila” em relação à investigação da TVI que divulgou testemunhos de gestão danosa da Raríssimas (Associação de Deficiências Mentais e Raras) e, nomeadamente do conhecimento que tinha do assunto.

“Se isso tivesse acontecido, teria agido em conformidade, quer no momento quer noutro. Portanto se me pergunta se estou de consciência tranquila, estou”, afirmou José António Vieira da Silva esta quarta-feira aos jornalistas, em declarações divulgadas pelos vários canais televisivos nacionais.

O governante frisou aos meios de comunicação social que terá “toda a disponibilidade de ir ao Parlamento” esclarecer o caso e que os apoios estatais às instituições são devidamente controlados. “São sempre protocolados. São feitos com base em critérios que têm que ver com o número de pessoas apoiadas, a qualidade dos quadros e tabelas que estão previamente estabelecidas”, explicou.

De acordo com o responsável pela tutela da Segurança Social, que financiou a associação em causa, “nunca foi apresentado nenhum problema” sobre as contas da Raríssimas. Relativamente à inspeção urgente que requereu, o ministro disse que recebeu a informação de que “nos próximos dias haverá uma estimativa” sobre a mesma.

Ministério do Trabalho pede inspeção urgente à associação Raríssimas

Relacionadas

Mais de 1.600 fiscalizações e 71 propostas de destituição a IPSS em três anos

Das 1.615 ações de fiscalização, 588 foram auditorias jurídicas e financeiras a Instituições Particulares de Solidariedade Social.

Petição para saída da presidente da Raríssimas reúne mais de 9.430 assinaturas

No final da tarde de ontem, o abaixo-assinado “Demissão imediata da Presidente da associação Raríssimas, Paula Brito e Costa o seu filho e marido” contava com mais de 4 mil assinantes.

Vieira da Silva foi vice-presidente da Assembleia-Geral da Raríssimas

José António Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, foi vice-presidente da Assembleia Geral da Raríssimas, entre 2013 e 2015.

Respostas Rápidas: O que precisa saber sobre o caso Raríssimas

Uma reportagem da TVI sobre a gestão da associação Raríssimas está a provocar polémica e já levou à abertura de inquéritos pela Polícia Judiciária e pela Segurança Social. Conheça os factos por detrás da polémica.
Recomendadas

Câmara de Lisboa alerta para “chuva persistente” prevista para sábado à noite

A autarquia pediu para que a população tome precauções. A Câmara de Lisboa disse que os agentes de Proteção Civil da cidade, os serviços operacionais municipais e elementos das Juntas de Freguesia “estão de prevenção para a mais pronta resposta à cidade”.

Novo comandante da GNR da Guarda afirma-se intolerante a atos racistas e xenófobos

O novo comandante disse que não vai tolerar “comportamentos ou atos de discriminação, racismo, xenofobia, ou qualquer outra forma que atente contra a dignidade humana e os direitos fundamentais”.

Ucrânia: secretário-geral da NATO teme que conflito alastre para guerra global

O secretário-geral da NATO alertou que os combates na Ucrânia podem sair do controlo e o atual conflito transformar-se numa guerra entre a Rússia e a NATO.
Comentários